• Carlos Guglielmeli

Áudio vazado na internet ressuscita acusação do uso de cargos públicos na campanha de Pábio Mossoró

Atualizado: Set 30

Após as criticas que tomaram conta da imprensa local e até externa, sobre a aglomeração promovida pelo prefeito Pábio Mossoró (MDB) ao lançar sua campanha à reeleição, vazou nas redes sociais um áudio em que um ex-diretor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico 'convoca', em nome do próprio chefe do executivo municipal, todos os servidores contratados por indicação à comparecer no evento.


"Amanhã nos temos uma convocação para todos os cargos em comissão né, nós comissionados, estarmos lá no [bairro] Céu Azul, é uma convocação do prefeito, lá no Céu Azul, na praça central, onde vai dar início à campanha do prefeito", disse ele em um áudio enviado aos servidores via aplicativo de mensagens.


Ouça o áudio completo:










O episódio fez ressurgir uma denúncia do vereador Elvis Santos (SD), atualmente candidato a prefeito da cidade, que durante a 252ª sessão na Câmara Municipal de Valparaíso realizada em 05 de junho deste ano (vídeo abaixo), disse que o prefeito Pábio Mossoró estaria viabilizando candidaturas de aliados distribuindo cargos públicos à seus parentes ou pessoas próximas, sem exigência de qualificação mínima para os cargos.


Veja o Vídeo da denúncia do vereador:











Um exemplo do que relatou o parlamentar teria ocorrido no CIAN (Centro Integrado de Atendimento à Mulher), onde, conforme os decretos anexados 264 e 183, respectivamente foi nomeado Vinícios Moura da Conceição como Coordenador da unidade voltada às mulheres, no lugar de sua mãe, Cida Moura, que de fato exercia a função.


Clique nas imagens para ampliá-las:


Maria Aparecida da Silva Mendes, como constava no diário oficial, na prática Cida Moura, deixou o cargo no prazo estabelecido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para ser Candidata a vereadora pelo partido do prefeito Pábio Mossoró e, consultada, a Secretaria Municipal de Saúde de Valparaíso não informou nenhuma qualificação que justificasse a contratação do filho no lugar da mãe.


Não só pela ilegalidade, que se enquadra no Abuso do Poder, mas também pelo senso comum, o flagrante comportamento do prefeito Pábio Mossoró tem gerado uma comoção constante e negativa nas redes sociais de moradores da cidade

Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png