• Carlos Guglielmeli

Valparaíso – Briga domestica interrompe atendimento do Hospital Municipal nesta madrugada de 07/03


A insegurança não está restrita aos cidadãos, até os estabelecimentos de atendimento público sofrem com a violência desenfreada.

Nesta madrugada (07/03) por volta das 00:25h uma mulher entrou no Hospital do Céu Azul correndo e gritando estar fugindo do marido que a teria agredido. Na tentativa de atende-la de forma mais tranquila a equipe de plantão levou-a para dentro do hospital de onde ela disparou a correr novamente se evadindo pelos fundos da unidade.

Minutos depois chega no hospital o companheiro dessa senhora a procura da mesma, com atitudes agressivas contra os servidores, exibindo um volume na cintura, que seria uma arma. Descontrolado o homem chegou a derrubar e quebrar a televisão usada na espera do hospital.

Sentindo-se inseguros e receosos por um possível retorno do agressor, a unidade teve que suspender os atendimentos até que a polícia chegasse ao local, o que ocorreu apenas as 03:23h. Por isso, quem esteve a procura de atendimento nesse entremeio foi encaminhado para o CAIS.

A diretora do Hospital Municipal, Bonivone Gomes informou que a unidade opera com dois médicos durante as 24 horas de todos os dias da semana e que o planejamento do Secretário Municipal de Saúde, Dr. Leonardo Esteves e do Prefeito Pábio Mossoró é disponibilizar no mínimo três médicos ininterruptamente para atender a população.

Ainda segundo a diretora, a unidade está bem abastecida de capital humano, medicamentos e equipamentos para os mais de 250 atendimentos diários que vem fazendo, 120% acima do normal devido a precariedade da saúde pública do DF que está forçando os brasilienses a procurar as unidades de Valparaíso.


Publicidade

1/3
Bolsonaro_oferece_cloroquina_à_uma_Ema_
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png