• Carlos Guglielmeli

A um ano e meio das eleições, Marconi Perillo diz serem naturais as disputas na base


O governador Marconi Perillo (PSDB) disse que a busca de mais espaço em sua gestão, por parte dos partidos aliados, é natural e que não vai entrar nessa disputa, pois segundo ele “esse jogo não é por acomodação no governo, é por acomodação nas chapas majoritárias na disputa do ano que vem”.

Integrantes dos principais partidos da base de sustentação do governo goiano buscam ampliar sua visibilidade pública com mais espaço no governo para viabilizar suas chances de participar da chapa majoritária governista nas eleições de 2018.

Todos os grandes partidos aliados têm pretensos candidatos majoritários para 2018, o PSD com Vilmar Rocha, o PSB com Lúcia Vânia, o PR com Magda Mofatto, o PTB com Jovair Arantes e o fiel PP com Wilder Morais são alguns exemplos.

Teoricamente há apenas quatro vagas nessa disputa majoritária, teoricamente porque duas dessas vagas já estariam comprometidas, a de governador para o vice atual, José Eliton e outra, uma de senador para o próprio Marconi Perillo. Sendo assim, sobrariam apenas duas vagas para acomodar cinco aliados.

A equação é nitidamente complicada e a capacidade de diálogo do governador é que vai definir a unidade da base aliada que hoje fortalece o governo e em 2018 pode fortalecer ou não a manutenção do grupo “marconista” no comando do estado de Goiás.

Fontes: Diário da Manhã e O Popular


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png