• Carlos Guglielmeli

As delações dos marqueteiros do PT, João Santana e Mônica Moura, serão definitivas


A homologação do acordo de delação premiada dos marqueteiros das campanhas presidenciais petistas, Lula (2006) e Dilma (2010 e 2014) podem ser definitivas.

O acordo entre João Santana, Mônica Moura e a Justiça Federal pegou muita gente de surpresa, foi revelado de maneira sucinta por um procurador eleitoral, que durante o julgamento da chapa Dilma Temer, comentou que os depoimentos deveriam ser reabertos devido os novos detalhes que surgiriam dessas delações.

O casal foi apontado por Marcelo Odebrecht como um dos TOP 5 entre os que mais receberam dinheiro do Departamento de Operações Estruturadas da empreiteira, mais conhecido como “departamento da propina”.

Parte dessa movimentação do casal tinha outros destinos, portanto pode iniciar novas linhas de investigação. Fora isso, as notícias que circulam a respeito das informações prestadas dizem que elas vão confirmar com riqueza de detalhes e provas, os depoimentos dos delatores da Odebrecht.

Combinado com essa revelação, o ministério público suíço informou ter bloqueado quase R$ 4 Bilhões depositados em contas suspeitas, ligadas aos investigados na Lava-Jato.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png