• Carlos Guglielmeli

Governo Temer determina o fim das unidades próprias da Farmácia Popular


Quase 400 drogarias serão desativadas no brasil, 18 delas em Goiás, sendo uma em Valparaíso. A partir de maio os medicamentos serão entregues ou comercializados com os descontos de até 90% apenas nas farmácias conveniadas.

A economia estimada com essa medida é de aproximadamente R$ 80 Milhões, porém, segundo o ministério da saúde, o principal motivo para tal decisão é o custo da manutenção da unidades próprias que supera 82% do valor investido.

A cada R$ 100,00 investidos no programa, R$ 82,00 são destinados à manutenção das unidades próprias e somente R$ 18,00 são investidos em medicamentos.

A preocupação com a desativação dessas farmácias é com os pacientes que procuram remédios específicos que não estão sendo distribuídos nas Drogarias conveniadas.

Dos 112 medicamentos distribuídos nas farmácias populares, apenas 32 estão nas prateleiras das conveniadas.

A instrução para quem não encontrar seu medicamento nas farmácias conveniadas é que procure a unidade de saúde mais próxima, onde deve receber a informação de onde poderá retirar o mesmo.

Um levantamento feito pelo Ministério da Saúde revelou que cerca de 90% das pessoas que procuram as farmácias populares buscam remédios como os de hipertensão que estão nas conveniadas.

No anuncio o ministério informou que 100% dos recursos economizados serão reutilizados na compra de mais medicamentos, podendo haver, inclusive, um aumento de especificidades no cardápio.

Clique Aqui e confira a lista de unidades da Farmácia Popular desativadas em Goiás.


Publicidade

1/3
Bolsonaro_oferece_cloroquina_à_uma_Ema_
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png