• Carlos Guglielmeli

Justiça decide mandar Goleiro Bruno de volta para a Cadeia


A primeira turma do STF (Supremo Tribunal Federal) derrubou por 3 votos a 1 o habeas corpus que concedeu a liberdade ao goleiro em fevereiro.

Bruno foi preso em 2010 e condenado a 22 anos e 3 meses, três anos depois, pela morte da ex-namorada Elisa Samúdio.

Em fevereiro passado, o atleta foi liberto por um habeas corpus concedido pelo ministro Marco Aurélio de Mello, que alegou a falta de prazo para o recurso que o réu aguarda ser julgado.

Depois de ser solto, o goleiro assinou contrato com o Boa Esporte que disputa a segunda divisão mineira.

A sessão de hoje, 25/04, a primeira turma analisou um recurso da mãe de Eliza contra a soltura do goleiro, alegando que sua liberdade colocava em risco a vida dela mesmo e a do seu neto, filho de Bruno.

Votaram a favor da revogação da liberdade de Bruno os ministros Alexandre de Moraes, Rosa Weber e Luiz Fux. O único que votou a favor de manter o goleiro livre foi o próprio Marco Aurélio.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png