• Carlos Guglielmeli

Governador Marconi Perillo anuncia a retomada das obras do Sistema Produtor Corumbá


Com um investimento total estimado em R$ 540 Milhões divididos entre os estados de Goiás e Distrito Federal, a obra de construção do Sistema Produtor de Água Corumbá IV foi retomada pelo consórcio formado entre a SANEAGO e a CAESB.

O anúncio foi feito pelo governador Marconi Perilo, ao lado da deputada Leda Borges, do ministro das Cidades, Bruno Araújo, do vice governador, José Eliton, do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rolemberg, dos deputados federais Célio Silveira e Alexandre Baldy, dos prefeitos Pábio Mossoró de Valparaíso, Fábio Correa de Cidade Ocidental, além de outros prefeitos e autoridades.

A intervenção do Ministros das Cidades, Bruno Araújo, foi decisiva para o reinício dessa construção de extrema importância para as cidades do entorno e do Distrito Federal, disse o governador Marconi.

Por sua vez, o ministro Bruno Araújo foi enfático em afirmar que grande parte de sua motivação para interceder nesse empreendimento foi a intensa agenda dos dois governadores envolvidos e de lideranças do entorno como Leda Borges, Pábio Mossoró e Fábio Correa, elaboradas com ele a respeito desse assunto.

A obra havia sido paralisada por determinação do ministério público que questionou os valores de determinadas etapas da construção. Segundo o presidente da SANEAGO, Jalles Fontoura, os questionamentos foram sanados no órgão fiscalizador, inclusive com a redução no valor de alguns equipamentos. Segundo ele, diferenças cambiais, novos prazos e questões contratuais contribuíram para a redução em quase 20% na aquisição de 4 turbinas.

Cerca de 1,3 milhões de pessoas do entorno goiano de Brasília e do próprio Distrito Federal serão beneficiadas pela produção da adutora. No DF, que passa por uma grande crise hídrica, o sistema produtor vai garantir um alívio de 70% da sua demanda reprimida.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png