• Carlos Guglielmeli

Lula depõe ao juiz Sérgio Moro como réu da operação Lava Jato


O ex-presidente Lula prestou depoimento ao juiz Sergio Moro nesta quarta-feira, 10/05, na qualidade de réu no processo que apura seu possível recebimento de um apartamento tríplex como propina paga pela construtora OAS em troca de vantagens nas obras da Petrobras.

Lula respondeu quase todas as perguntas, negou a acusação feita por todos os delatores, inclusive dos seus ex-amigos próximos, como o próprio Léo Pinheiro da OAS.

A defesa do ex-presidente Lula tentou adiar seu depoimento, alegando não ter tido tempo para analisar documentos recém-adicionados no processo, porém não foram atendidos em duas instâncias judiciais sob a alegação de que os documentos haviam sido juntados a pedido deles mesmo, o que indica que eles tinham sim conhecimento do conteúdo.

Lula manteve uma postura de altivez durante todo o depoimento, deixou de responder poucas perguntas e teve dificuldade em apenas dois momentos dos vídeos analisados até aqui.

Em determinado momento o juiz confrontou o ex-presidente com um contrato de compra do tríplex, não assinado, e o ex-presidente disse que se não estava assinado, poderia ter sido confeccionado por qualquer um, quando o Moro relatou que o mesmo havia sido apreendido na casa de Lula, ele disse que alguém colocou lá.

Numa segunda ocasião Lula foi indagado se tinha conhecimento do relacionamento entre o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto com o ex-diretor da Petrobrás e operador do esquema de propinas, Renato Duque, a resposta foi não, porém quando perguntado se o ex-presidente havia estado com Duque, o mesmo disse que sim, pois havia pedido que Vaccari marcasse o encontro, foi quando o juiz perguntou por que pedir a intermediação do tesoureiro se ele não conhecia o ex-diretor da estatal.

Para as outras perguntas Lula teve respostas curtas e se concentrou em dizer que não sabia dos fatos e não participou de nenhuma ilicitude.

Ao final do interrogatório o Juiz Sérgio Moro se dirigiu ao ex-presidente para ressaltar que o mesmo será julgado e sua absolvição ou condenação se dará exclusivamente baseado nas provas processuais.


Publicidade

1/3
Bolsonaro_oferece_cloroquina_à_uma_Ema_
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png