• Carlos Guglielmeli / Foto: Reprodução

Homem de confiança de Temer procura investigadores para fazer delação


Rodrigo Rocha Loures, aquele para quem o presidente Temer indicou ao empresário da JBS que poderia falar tudo e que foi filmado recebendo uma maleta cheia de dinheiro de propina, procurou os investigadores da Lava Jato para tentar um acordo de delação premiada.

A equipe de investigação disse ao interlocutor de Loures que esse acordo não era imprescindível para a acusação, uma vez que as provas obtidas até aqui já são suficientes, e que isso só seria possível de o deputado apresentasse novos elementos com provas, mas deixou aberta a possibilidade.

Os investigadores disseram à defesa do deputado que o acordo de delação do Deputado seria bem vinda, desde que fosse mais que sua própria confissão e entregasse todos os envolvidos nos esquemas de corrupção que ele conheça.

Aliados do Planalto estranharam a estratégia de Rocha Loures e sua defesa que entregaram a mala de dinheiro com a qual foi filmado para os investigadores. Segundo eles, como a mala não estava rastreada, o caminho mais acertado era dizer que o conteúdo da mala não era dinheiro. Na segunda-feira, 29/05 o deputado anunciou a troca do advogado José Luís Oliveira pelo seu colega Cezar Roberto Bitencurt, que não é entusiasta do instrumento de delação, mas devido as circunstâncias considera essa possibilidade.

As duas partes ficaram de se encontrar novamente para discutir as bases do possível acordo.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png