• Carlos Guglielmeli

Homem de confiança de Temer é preso


O suplente de deputado, ex-assessor especial e homem de confiança do presidente Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures, foi preso pela Polícia Federal na manhã desse sábado, 03/05.

Loures foi denunciado pelos executivos da JBS como interlocutor do presidente Temes para a captação de vantagens em forma de propina.

Em uma ação supervisionada, a Polícia Federal filmou Rodrigo recebendo uma maleta com R$ 500 Mil em dinheiro.

A prisão de Loures já havia sido solicitada quando a PGR (Procuradoria Geral da República) o denunciou ao lado do senador afastado Aécio Neves e do próprio presidente, ao STF (Supremo Tribunal Federal).

O ministro Edson Fachin não atendeu o primeiro pedido de prisão em desfavor de Rocha Loures porque naquele momento o mesmo ocupava a vaga do então ministro da justiça, Osmar Serraglio, na Câmara Federal e a constituição determina que Senadores e Deputados só podem ser presos em flagrante.

Com a demissão de Serraglio, sua recusa em aceitar um novo ministério e o seu consequente retorno à Câmara, Loures perdeu o cargo de Deputado e consequentemente as suas prerrogativas. O novo pedido de prisão feito por Janot foi aceito por Fachin.

O ex-assessor de temer já havia entregue a mala de dinheiro para a Policia Federal com o suposto dinheiro de propina, sinalizando a confissão do conteúdo, o que indica, para comentaristas jurídicos, que sua defesa cogita o acordo de delação premiada. Isso tem sido considerado improvável pelo presidente Temer.


Publicidade

1/3
Roleta Russa 2.png
Precisa explicar?