• Carlos Guglielmeli

Criação de empregos tem saldo positivo pelo segundo mês consecutivo no Brasil


O Brasil teve um saldo positivo de 34.253 na criação de novos empregos no mês de maio. Esse é o melhor resultado para o mês desde 2014, quando o país ainda não tinha mergulhado em sua pior crise financeira.

Este é o segundo mês consecutivo em que o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) registra alta na abertura de vagas de emprego. O dado foi divulgado nessa terça-feira,20/06.

Em abril o saldo positivo já havia sido de 59.856 novas vagas de empregos criadas a mais que o número de demissões.

Esse resultado é calculado subtraindo o número de demissões das novas vagas preenchidas no mês. Em maio foram 1.208.180 demissões e 1.242.433 novas contratações com carteira assinada.

No acumulado de 2017 foram empregados 48.543 trabalhadores a mais do que os demitidos.

A agropecuária é a grande responsável por esse resultado com 46.049 novas contratações a mais que os dispensados, enquanto o comércio e a construção civil foram as vilãs do desemprego com 11.245 e 4.021 demissões a mais que admissões, respectivamente.

Ainda é um resultado tímido e sem garantias de consistência, justamente porque os setores que mantém o maior número de postos de trabalho no país ainda enfrentam dificuldades, porém a sequência de dois meses com geração de emprego acima das demissões com um registro de recuperação do varejo no meio, podem ser, juntos, sinais de efetiva superação da crise.


Publicidade

1/3
Bolsonaro_oferece_cloroquina_à_uma_Ema_
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png