• Carlos Guglielmeli / Foto: Jaiane Oliveira

Câmara Municipal avança na destinação da área para construção do Hospital de Urgências em Valparaíso


Câmara Municipal avança na destinação da área para construção do Hospital de Urgências em Valparaíso

O projeto de lei 022, que trata a destinação do terreno para a construção do HUGO (Hospital de Urgências de Goiás), foi aprovado em segunda votação na sessão legislativa dessa sexta-feira, 23/06 e deve entrar na pauta para sua aprovação definitiva já na próxima semana.

Na primeira votação, o vereador de oposição Prof. Silvano pediu vistas ao projeto, rejeitada pelo plenário, disse que o mesmo tramita em uma velocidade “a jato”, muito mais rápido do que urgência urgentíssima.

Conforme o que disse o presidente da Câmara, Alceu Gomes, o assunto é de extremo interesse da sociedade, já passou e foi aprovado por todas as comissões pertinentes, portanto esse é o momento dos vereadores imprimirem a velocidade da nova legislatura, focada na produção dos efeitos desejados pela população

Nessa última votação quem pediu vistas ao projeto foi o vereador, também de oposição, Elvis Santos, ausente na análise anterior, alegando desconhecer detalhes técnicos do projeto.

Foi quando o vice-presidente da câmara, vereador Ferreira se manifestou dizendo que os detalhes estiveram disponíveis para análise de todos, inclusive com a marcação de datas anteriores para troca de informações entre os parlamentares. Ferreira completou argumentando que a votação definitiva do projeto vai acontecer somente semana que vem, portanto há tempo para que os vereadores interessados se inteirem do projeto sem o uso de vistas, que atrasaria a tramitação.

O presidente Alceu Gomes precisou abreviar os debates, que segundo ele já estava apresentando argumentações redundantes, e a base governista, mobilizada pelo líder do governo, vereador Zeca, negou o pedido de vistas e aprovou o projeto.

Em conversa com o Jornal Opção do Entorno, o vereador Ferreira justificou a celeridade estabelecida pelo presidente da Câmara, Alceu Gomes. Segundo ele “o Governador Marconi Perillo destinou R$ 40 Milhões, vindos da venda da CELG, para a construção do Hospital em Valparaíso e a cidade precisa fazer sua parte para aproveitar a oportunidade, caso contrário, vem outra cidade mais disposta e leva o recurso”

Ferreira completou dizendo que “as contrapartidas estão previstas na Lei 6.766 que regulamenta do uso do solo e que essa etapa não deve tratar de projeto arquitetônico do empreendimento, já que o mesmo só pode ser elaborado após a determinação do terreno”.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3