• Carlos Guglielmeli / Foto: Reprodução

Denúncia contra Temer chega à Câmara e é lida em plenário


Denúncia contra Temer chega à Câmara e é lida em plenário

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Edson Fachin enviou nesta quinta-feira, 29/06, a denúncia de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer, obedecendo o rito legal do processo.

A entrega foi feita pelo diretor geral do STF, Eduardo Silva Toledo na secretaria da Câmara Federal volta das 09 horas da manhã, as 14 horas a denúncia foi lida no plenário e as 16 horas e 05 minutos o presidente Michel Temer foi notificado.

Essa celeridade é uma estratégia do governo para tentar votar a admissibilidade ou não da denúncia antes do recesso parlamentar, que começa no dia 18 próximo. Tudo para que o presidente não fique sofrendo desgastes e perdendo apoio antes da votação. O Palácio do Planalto contabiliza que tem apoio de mais deputados que o necessário para barrar a denúncia.

Em uma queda de braço explícita entre o Procurador Geral da República, e o presidente Temer, Janot além de fatiar as denúncias, enviado apenas a de corrupção passiva, deixando para depois as de obstrução da justiça e participação de organização criminosa, pediu ao STF que antes de mandar o processo para a Câmara, abrisse um prazo de 15 dias para defesas prévias. Não foi atendido, a suprema corte mandou a denúncia direto.

Os advogados do presidente pretendem mandar sua defesa à câmara ainda nessa segunda ou terça-feira, no esforço para que a denúncia seja apreciada em plenário antes do dia 18/06.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3