• Carlos Guglielmeli / Foto: Reprodução

Lava Jato perde grupo especial da PF no Paraná


Os agentes e delegados da Polícia Federal, destacados para integrar a “Força Tarefa da Operação Lava Jato” e a Operação Carne Fraca, serão reintegrados à Superintendência Regional no Paraná, mais especificamente à Delecror (Delegacia de Combate à Corrupção e Desvio de Verbas Públicas).

Com isso a Operação Lava Jato deixa de ter uma equipe da Polícia Federal dedicada e exclusiva. A divulgação dessa reforma foi publicada nessa quinta-feira, 06/07, por meio de nota.

Membros do MPF (Ministério Público Federal) avaliam o caso como o fim da força-tarefa, o procurador da república Carlos Fernando dos Santos Lima publicou em sua rede social críticas às emendas orçamentárias concedidas pelo governo Temer a parlamentares, ao mesmo tempo que faltam verbas para a PF e finalizou dizendo que “A Força-tarefa da Polícia Federal na operação Lava Jato deixou de existir”.

Membros da investigação já relatavam estar praticamente parados, sem conseguir levar adiante nenhuma nova apuração. Por outro lado fontes da PF não avaliam a reestruturação como negativa pois dizem haver muitas interconexões entre diversas operações.

Segundo a Polícia Federal, a iniciativa da reestruturação foi do delegado regional de Combate ao Crime Organizado do Paraná e coordenador da Operação Lava Jato no estado, Igor Romário de Paula.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png