• Carlos Guglielmeli

Entrevista – Secretário de Cultura fala sobre seus primeiros sete meses de gestão e o futuro da Secr


Durante as comemorações pelos 22 anos de Valparaíso de Goiás, alguns projetos e ações da Secretaria de Cultura, Desporto, Lazer e Juventude ficaram mais evidentes para a população, a exemplo das apresentações da Orquestra Municipal, peças teatrais e eventos esportivos.

Conduzida pelo pedetista - Ricardo Viana, a Secretaria se reestruturou e aumentou o atendimento à comunidade. Para entender o que mudou até aqui e o que a população ainda pode esperar dessa pasta, Viana nos concedeu na ultima sexta-feira, 04 de agosto, uma entrevista exclusiva. Acompanhe:

Jornal Opção do Entorno: Secretário Ricardo Viana, primeiramente obrigado por nos receber e falar com nosso público. Vamos começar pelo princípio, conte-nos o que era a Secretaria quando você e a sua equipe assumiram.

Ricardo Viana: Carlos, agradeço a oportunidade de apresentar um pouco do trabalho da Secretaria a você e aos leitores do Jornal Opção do Entorno.

Bom... Não quero fazer comparativos, mas quero retratar a real situação de quando assumimos a pasta. Para qualquer conversa, sempre é bom a gente iniciar fazendo um breve resgate histórico. Recebemos a Secretaria sem projetos efetivos, sem equipe organizada ou algum histórico das ações realizadas. Qualquer poder público, que se prese, tem que ter um cuidado com o histórico das ações, para se construir um legado, coisa que não existia na pasta.

Jornal Opção do Entorno: Explique essa situação para nós...

Ricardo Viana: Recebemos a pasta com ações fragmentadas, sem relações com as divisões e chefias existentes. Algumas ações foram geridas de forma pontual, sem muita administração, como a Biblioteca Cora Coralina, por exemplo. Nos primeiros meses do novo governo organizamos uma ação de rever os alugueis existentes, renegociamos os valores e as condições. Com isso, entregamos a biblioteca completamente revitalizada para a população usufruir da melhor maneira. Por isso, nos preocupamos com uma ação de governo com princípio, meio e continuidade.

Reformulamos minimamente as diretorias e organizamos metas simples que auxiliaram nas ações de todos os projetos nos seis primeiros meses de governo. Um exemplo disso foi o cuidado com as produções audiovisuais do município. É impressionante a qualidade dos trabalhos já executados, como por exemplo, o curta “O Melhor Fotógrafo do Mundo”. Os artistas e produtores envolvidos procuraram e receberam de certa forma apoio do governo. Isso foi ótimo, mas essa ação não foi incorporada e absorvida como política pública municipal, não houve continuidade. Tudo que os artistas da cidade fizeram ou fazem para promover cultura na cidade até então foi por iniciativa própria, sem uma programação, relação ou parceria efetiva com o poder público para a formação de uma programação ou agenda cultural, por exemplo.

Jornal Opção do Entorno: O que faltou que a atual gestão está mudando?

Ricardo Viana: Relacionamento institucional e parceria efetiva. Essas duas coisas precisam andar juntas para uma gestão dar certo. Quando falo de relacionamento institucional estou me referindo ao relacionamento entre pastas do governo, entre as estruturas que colocam a máquina para andar. Hoje presenciamos uma parceria entre várias secretarias que colaboram diretamente e indiretamente para que a nossa pasta se desenvolva e realize projetos. Educação, obras, saúde, promoção social, RH, gabinete, finanças, divisões de tributos e transito, entre outras... Toda a estrutura do governo contribui para avançarmos mais! Além disso, temos uma inédita parceria estadual que integra todas as esferas: a Deputada Estadual Leda Borges, Deputados Federais, Senadores, secretários e Governador. Tudo isso é muito importante!

Estamos desenvolvendo também as parcerias locais, com empresários, líderes de bairros, associações... Esferas de organização da nossa sociedade que auxilia nas realizações das ações, sejam culturais, esportivas, de lazer ou de fortalecimento da nossa juventude.

Assim, procuramos desenvolver ações práticas no município enquanto gestão jovem, visando sempre a relação de continuidade com as classes artísticas, esportivas e de expressão popular. Hoje nós estabelecemos um relacionamento mais concreto, próximo com essas classes, para nortear projetos de médio e longo prazo, que fomentem grande parte das manifestações artísticas do nosso município.

Jornal Opção do Entorno: Então, além de apresentações artísticas, competições esportivas e eventos de lazer, o que mais a Secretaria de Cultura, Desporto, Lazer e Juventude pode oferecer para a população?

Ricardo Viana: Nós podemos, devemos e estamos fazendo muito mais. Tudo isso com maior organização, pé no chão e responsabilidade. Isso tudo é uma exigência do prefeito Pábio Mossoró, que não mede esforços para nos ajudar a atender suas próprias expectativas frente ao governo e ao trabalho da secretaria.

Quer um exemplo? Nós estamos oferecendo inclusão social às pessoas quando, em parceria com outras pastas do governo, como é o caso da Secretaria Municipal de Educação, comandada pela Prof. Rudilene, através do governo estadual, mediado pela Deputada e Secretária de Estado Leda Borges, foi inaugurado em apenas 6 meses de gestão a Central de Interpretação de Libras, referência para toda a região. Hoje, tal projeto está implantado no prédio da Cultura, como materialização de uma parceria concreta entre secretarias, prefeitura e governo do estado.

Quer outra ação? Vamos verificar a diminuição da vulnerabilidade social em áreas que identificamos como prioridade de ação, como é o caso da Villa Guaíra. Recebemos por intermédio da Deputada Leda o projeto de Orquestra Jovem do Estado de Goiás. Tal projeto capacitará profissionalmente 120 jovens que receberão aulas de professores gabaritados! Para isso, vamos utilizar e revitalizar o Centro Comunitário do bairro. Com isso, toda a população é beneficiada.

Vale lembrar que até na segurança pública a cultura contribui... Estamos concentrando as nossas ações nos espaços públicos. Assim, consequentemente diminuindo o alcance da criminalidade. Há quanto tempo não se fala na utilização e na devida ocupação das praças da Etapa “A” e do Céu Azul? Nós vamos ocupar todas essas áreas. Um bom exemplo é o Ginásio Esportivo do Jardim Oriente, que estava abandonado e entregue ao consumo de drogas e da marginalização do espaço. Iniciamos a revitalização do espaço e devemos entregar a sua reforma até dezembro deste ano. Aquele aparelho público será usado por completo e de forma exaustiva, afastando a delinquência dali e sendo um espaço de fortalecimento da nossa juventude.

Podemos ir mais longe com outro exemplo. Outra parceria com a Secretária Rudilene foi a inauguração recentemente do Centro Municipal de Línguas, também aqui na sede da secretaria, que oferta cursos de inglês, espanhol e libras. Esse centro já “nasceu” com aproximadamente 1.200 matrículas de valparaisenses que vão ter mais uma qualificação ofertada por um serviço público de qualidade e dentro das realidades do mercado de trabalho.

Jornal Opção do Entorno: Por falar nisso o que levou a essa mudança de endereço da secretaria e a centralização de serviços em um prédio?

Ricardo Viana: O principal motivo noticiado foi pela economia sim. Essa mudança está gerando uma economia de mais de R$ 300 Mil por ano e ao final do governo do prefeito Pábio Mossoró, teremos deixado de gastar R$ 1 Milhão em aluguel, mas eu não vejo a economia apenas pelo ato de poupar dinheiro. Nossa estratégia foi otimizar os serviços públicos. Hoje nós ofertamos para a sociedade uma estrutura digna, iluminada e centralizada, atendida pelo transporte público, segura e dinâmica. Não só gastamos menos como oferecemos muito mais com o que gastamos.

Jornal Opção do Entorno: Em poucas perguntas você já nos deu um briefing geral da evolução que sua gestão e de sua equipe já impuseram na secretaria. Para finalizar, o que a Secretaria de Cultura pretende fazer mais?

Ricardo Viana: Conseguimos montar uma equipe multidisciplinar e operacional na secretaria. Como não herdamos projetos efetivos, nenhum legado totalmente propositivo e organizado pela secretaria, tivemos que iniciar um novo processo de gestão propositiva. É bom vermos que a sociedade percebe a melhoria, mesmo que grande parte dos nossos projetos ainda não tenham ido para as ruas, pois estamos em um período de maturação e estruturação. O que isso quer dizer? Se as pessoas já estão vendo o crescimento dos projetos e serviços da secretaria, imagine daqui a alguns dias, meses ou anos, quando tudo o que planejamos com nossa equipe e com o prefeito Pábio Mossoró estiver à disposição do povo?

Daqui para frente, vamos fazer a junção dos projetos com execução de qualidade, a exemplo da Escola de Música Adilson Menezes que nesse segundo semestre todos os professores recebem uma qualificação pedagógica com o professor Caio Mourão, Coordenador Pedagógico da Escola de Música de Brasília, que é uma referência nacional de ensino da arte. A nossa Escola de Música precisa estar capacitada, sabe por quê? Ela quase triplicou o número de alunos matriculados. Por isso, precisamos nos qualificar e melhorar o serviço com a volta das aulas. Vamos expandir nosso alcance com desenvolvimento, pois o céu é o limite! Só precisamos ser honestos, criativos e mais operacionais. É isso que o prefeito Pábio Mossoró exige de todos nós! É isso que vamos oferecer cada dia mais para nossa comunidade.

Jornal Opção do Entorno: Obrigado Ricardo Viana, por seu tempo e pelo que nos mostrou. Nossa página está a sua disposição para registrarmos os avanços ou qualquer correção feita pela Secretaria de Cultura.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png