• Carlos Guglielmeli

Membros do PMDB montaram quadrilha com a participação de Temer, diz PF


Nesta segunda-feira, 11/09, a PF (Polícia Federal) enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) um relatório sobre o inquérito que apura a suposta organização criminosa formada por membros do PMDB.

Conhecido como “quadrilhão do PMDB” tem como alvos os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral) e Eliseu Padilha (Casa Civil), os ex-deputados Henrique Alves (AL), Eduardo Cunha (RJ) e Geddel Vieira Lima (BA), além do presidente Temer.

Sobre Temer a conclusão, segundo o relatório, é que há indícios de recebimento de R$ 31,5 milhões ilícitos e que ele tinha poder de comando sobre o grupo.

"Ao lado de Eduardo Cunha, os elementos analisados nos autos demonstram que o presidente Michel Temer possui poder de decisão nas ações do grupo do 'PMDB da Câmara', tanto para indicações em cargos estratégicos quanto na articulação com empresários beneficiados nos esquemas, para recebimento de valores, sob justificativa de doações eleitorais", diz o relatório da PF.

O relatório é assinado pelos delegados Cleyber Lopes e Marlon Cajado.


Publicidade

1/3
Roleta Russa 2.png
Precisa explicar?