• Carlos Guglielmeli

Joesley será denunciado ao STF junto com o presidente Temer


Joesley será denunciado ao STF junto com o presidente Temer

Segundo o que apurou o jornal Folha de São Paulo, a PGR (Procuradoria geral da República) decidiu pela revogação da imunidade penal dos delatores da JBS e deve denunciar o empresário Joesley Batista ao lado do presidente Michel Temer e do chamado “quadrilhão do PMDB”.

Joesley está encarcerado desde domingo, 10/09, quando foi decretada sua prisão temporária (com validade de 5 dias).

O empresário que tinha imunidade penal para os crimes que revelou no acordo de delação feito com a própria PGR teve os benefícios suspensos depois que surgiram indícios de omissão e manipulação de fatos delatados e pertinentes ao inquérito.

Temer, Joesley e integrantes do chamado PMDB da Câmara devem ser todos denunciados por Obstrução à Justiça e por integrarem uma organização criminosa. No acordo de delação feito pelo empresário há uma cláusula que estipula a perda dos benefícios obtidos em caso de omissão de informação por parte dos colaboradores. Outra cláusula prevê que mesmo com a suspenção dos benefícios as provas obtidas até então permanecem valendo.

A PGR ainda não deu sinais que indique se vai solicitar a prorrogação a prisão temporária de Joesley e Ricardo Saud (executivo da JBS), se vai convertê-la em provisória (por tempo indeterminado) ou se vai libertar ambos nessa sexta-feira, 15/09.

Caso seja liberado dessa prisão, o dono da gigante alimentícia já tem outro mandado contra si, dessa vez por tempo indeterminado. O máximo que pode acontecer é ele ser transferido da carceragem de Brasília para São Paulo.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3