• Carlos Guglielmeli

Prefeito Pábio Mossoró exonera médico alvo de operação policial no DF


Após a publicação da prisão do Médico Agamenon Martins o prefeito Pábio Mossoró determinou sua exoneração imediata da função de Diretor Técnico do Hospital Municipal de Valparaíso.

Agamenon foi alvo da Operação Caronte da Polícia Civil e MP (Ministério Público) do Distrito Federal, deflagrada nessa quinta-feira, 26/10, que investiga uma “máfia das funerárias”.

Segundo informações preliminares do DAI (Divisão de Assuntos Internos da Polícia Civil do DF) e do MP, donos de funerárias, agentes funerários e funcionários de hospitais no Distrito Federal participavam de um esquema ilícito que consistia em oferecer à parentes de pessoas mortas, uma agilidade na concessão dos atestados de óbitos fora do IML (Instituto Médico Legal), e na maioria das oportunidade vendiam o serviço funerário junto.

O grupo interceptava a frequência de rádio das polícias e do Corpo de Bombeiros Militar do DF para ir de encontro das ocorrências e fechar o negócio que chegava a custar R$ 8.000,00 às famílias dos falecidos

Em contato com o Jornal Opção do Entorno, o Secretário Municipal de Saúde, Leonardo Esteves se disse “muito chateado com a notícia, pois a indicação de Agamenon à cidade foi minha, dada a sua competência e prestatividade comprovada quando nos conhecemos em uma clínica particular em Formosa”.

Sobre a exoneração sumária do médico, uma fonte da prefeitura disse que “mesmo que não hajam indícios da prática de crimes em Valparaíso e até mesmo para preservar a idoneidade do o conjunto de servidores da saúde pública municipal o prefeito Pábio Mossoró decidiu exonerar Agamenon imediatamente após tomar conhecimento do ocorrido”.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

1/3