• Carlos Guglielmeli

PSDB elege Geraldo Alckmin presidente nacional da legenda


PSDB elege Geraldo Alckmin presidente nacional da legenda

O governador de São Paulo Geraldo Alckmin foi eleito presidente do PSDB em uma tentativa de unificar o partido rachado entre governistas e não governistas, entre os que defenderam a proteção dada ao agora ex-presidente Aécio Neves e os que entendiam o tamanho do prejuízo partidário que isso causava.

Durante a Convenção Nacional do partido realizada neste sábado, 10/12, a chapa de Alckmin recebeu 470 votos a favor, um deles o da Deputada valparaisense e delegada partidária Leda Borges, e 3 contra. O governador de Goiás Marconi Perillo assumiu a primeira vice-presidência do partido e o Deputado Ricardo Tripoli de São Paulo, líder da bancada peessedebista na Câmara, foi eleito para a segunda vice-presidência.

A eleição de Alckmin foi, como de tradição no partido, combinada antes do evento nacional e evitou a disputa entre Tasso Jereissati (CE) e Marconi Perillo (GO). Ambos pré-candidatos que se retiraram da disputa em favor do paulista.

Alckmin é o quatro a presidir o PSDB este ano. O primeiro foi o senador Aécio Neves que já vinha presidente do ano anterior e se licenciou depois de ter sido pego em uma gravações pedindo R$ 2 milhões ao dono da JBS, Joesley Batista, interinamente em seu lugar assumiu Jereissat, que ao decidir concorrer à presidência definitiva deu lugar a Alberto Goldman.

Aécio Neves, que chegou a ser vaiado por parte da dos tucanos ao chegas ao evento, teve uma participação discreta na convenção.

Uma decisão importante que o meio político esperava dessa convenção era a confirmação do “desembarque” peessedebista do governo Temer, sinalizada a algumas semanas entre outras coisas pelas renuncias dos ex-ministros Bruno Araújo do Ministério das Cidades e recentemente do Ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, porém esse anúncio foi adiado novamente.

No comando do PSDB Alckmin passa a ter uma agenda nacional, podendo fazer política em todo o Brasil sem ser criticado como foi o prefeito da capital paulista João Dória. Isso impulsiona sua pretensa candidatura à presidência em 2018.

Questionado sobre esse assunto, Alckimin respondeu que “essa vai ser uma decisão que o partido vai tomar em um outro momento”, mas completa dando uma dica a bons entendedores que sua candidatura ao planalto está nos planos “Vamos trabalhar o Brasil inteiro, pretendo, a partir de janeiro, percorrer o Brasil, estar mais perto das pessoas, ouvir o sentimento delas”.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3