• Carlos Guglielmeli

Gilmar Mendes manda soltar o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho


Gilmar Mendes manda soltar o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho

Em decisão liminar, que ainda pode ser revista pelo colegiado, o Ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, mandou soltar o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho.

Garotinho estava preso por decisão do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Campos dos Goytacazes que o acusa de fraude eleitoral, falsidade ideológica em prestação de contas eleitoral, entre outros.

Em depoimento dado ao MPE (Ministério Público Eleitoral), o empresário André Luiz da Silva Rodrigues, que já foi doador para as campanhas do casal Garotinho, “a suposta organização criminosa chefiada pelo ex-governador usava armas para intimidar empresários e viabilizar o esquema de dinheiro ilícito para suas campanhas eleitorais”. Esse elemento foi uma dos mais relevantes para o decreto da prisão preventiva do político carioca.

Em sua decisão, Gilmar Mendes dique “o decreto de prisão busca o que ocorreu no passado (eleições 2014) para, genericamente, concluir que o paciente em liberdade poderá praticar novos crimes, o que, ao meu ver, trata-se de ilação incompatível com a regra constitucional da liberdade de ir e vir de cada cidadão, em decorrência lógica da presunção de inocência”.

Sobre o suposto risco que o delator corre por ter entregue um grupo, supostamente armado, Mendes alegou que, “Não há indicação de nenhum ato concreto e atual praticado pelo paciente (Anthony Garotinho) com o intuito de fragilizar a instrução criminal”.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3