• Carlos Guglielmeli

Cármen Lúcia mantém Maluf preso


De plantão durante o recesso do judiciário, a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, negou o pedido de suspensão da prisão do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP).

A ministra manteve a decisão do colega de corte, Edson Fachin, tomada nessa última terça-feira, 19/12, que determinou o “imediato início” do cumprimento da pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias numa condenação por lavagem de dinheiro.

Maluf teria usado contas no exterior para lavar dinheiro desviado da prefeitura de São Paulo entre os anos de 1993 e 1996.

Cármen Lúcia rebateu os argumentos da defesa em seu despacho, segundo ela “o processo tramita desde 2006 (...) e é um absurdo a nova tentativa dos advogados de recorrer”.


Publicidade

1/3
Roleta Russa 2.png
Precisa explicar?