• Carlos Guglielmeli

Três escolas de Samba se destacam na primeira noite de carnaval em São Paulo


Três escolas de Samba se destacam na primeira noite de carnaval em São Paulo

Na ordem das escolas de samba que mais vibraram nessa primeira noite de desfile em São Paulo, a última a entrar na avenida tem que ser a primeira a ser relacionada.

A modesta Tom Maior surpreendeu com o luxo que levou para a avenida. Homenageando a imperatriz Leopoldina, mulher de Dom Pedro I, e a escola de samba carioca Imperatriz Leopoldinense , os integrantes da escola sambaram com o glamour, a riqueza e o luxo do tempo do império.

O fato de desfilar de dia, consequentemente com menos público e com a claridade do sol diminuindo o efeito de seus adereços, atrapalhou a agremiação. Quem ficou até o final vibrou muito com a empolgação da Tom Maior.

Multicolorida e grandiosa, a campeã de 2017 entrou no Anhembi disposta a lutar pelo bicampeonato. A agremiação Acadêmicos do Tatuapé homenageou o estado do Maranhão mostrando as belezas da sua fauna e flora, bem como as tradições religiosas e folclóricas da região e as mazelas da escravidão.

Além disso tudo a Acadêmicos do Tatuapé apresentou acabamentos impecáveis e muita harmonia. Com paradinhas e paradonas a escola de samba provou que todos os seus integrantes estavam afiadíssimos.

A penúltima a entrar no sambódromo do Anhembi foi outro grande destaque, A Rosas de Ouro homenageou os heróis das estradas, os caminhoneiros.

Mesmo refletindo a realidade de vidas difíceis dedicadas à ir e vir nas estradas brasileiras, a Rosas de Ouro trouxe muita alegria, bom humor e beleza para a avenida, embolando a disputa deste ano.

Neste sábado, 10/02, o Anhembi recebe a partir das 22h30 a X-9 Paulistana, a Império de Casa Verde, depois a Mocidade alegre que vem seguida pela Vai-Vai, Gaviões da Fiel, Dragões da Real e Vila Maria.


Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png