• Carlos Guglielmeli

Prefeitura de Valparaíso inicia ações emergenciais no Setor de Chácaras Anhanguera


Denso, nascido sem rede de captação de águas pluviais e em uma posição geográfica desfavorável para essas condições, o Setor de Chácaras Anhanguera é uma das regiões valparaisenses mais castigadas pelas chuvas.

Em visita ao bairro, onde conversou com a população no sábado, 17/02, o prefeito Pábio Mossoró se comprometeu a iniciar intervenções emergências de desobstrução e melhoramento das condições de tráfego no local.

O Setor de Chácaras Anhanguera tem pendente no Ministério das Cidades um projeto iniciado no final de 2012, quando a deputada Leda Borges ainda era prefeita da cidade, o conhecido “PAC Anhanguera” de R$ 116 Milhões em investimentos federais que podem solucionar, se não todos, boa parte dos problemas do bairro.

"A espera desse dinheiro, de maneira passiva e sem o esforço necessário para que o projeto acontecesse de fato, a ex-prefeita Lucimar (PT) falhou durante seu mandato na manutenção do bairro, deixando a situação ainda mais crítica. Ela não pôs as diferenças políticas entre PT e PSDB de lado, por isso não conseguiu dialogar com o governo estadual para dar andamento nas contrapartidas previstas no PAC e exigidas pelo ministério", disse um integrante da gestão municipal passada que não quer ser identificado.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura do governo Pábio Mossoró, Antônio Reis, “desde que assumiram a administração da cidade em 2017 houve um grande esforço do prefeito e da deputada Leda Borges, que conseguiram envolver inclusive o Governador Marconi Perillo, para reavivar o projeto que estava se perdendo. Eles conseguiram reativa-lo e agora trabalham para que o dinheiro saia e as obras sejam feitas”.

As necessidades do Setor de Chácaras Anhanguera são muito grandes, o orçamento municipal não comporta obras desse tamanho, por isso precisamos desse PAC”, completou o secretário.

Sobre as intervenções emergenciais prometidas pelo prefeito, equipes da Secretaria de Infraestrutura já desobstruíram a Avenida São Paulo e algumas vias de acesso nesta segunda-feira, 19/02, e devem continuar trabalhando no bairro enquanto for necessário.

Antônio Reis destaca também que “as medidas adotadas são emergenciais e as chuvas ainda podem causar danos no que está sendo feito, mas se isso acontecer as equipes vão voltar e agir até que seja possível fazer um trabalho definitivo”.


Publicidade
Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Precisa explicar?