• Carlos Guglielmeli

PF cumpre 11 mandados de prisão em nova fase da Operação Carne Fraca


Uma nova faze da Operação Carne Fraca foi deflagrada na manhã desta segunda-feira, 05/03, pela PF (polícia Federal) para apurar fraudes em laudos de qualidade emitidos por cindo dos laboratórios credenciados pelo Ministério da Agricultura.

Batizada de Operação Trapaça, a ação está mobilizando 270 policiais e 21 auditores federais fiscais agropecuários, para cumprir 11 mandados de prisão temporária, 27 de condução coercitiva, 53 mandados de busca e apreensão, todas em unidades da BRF.

Um dos mandados de prisão foi expedido contra o ex-diretor presidente mundial da BRF, Pedro de Andrade Faria, que deixou o cargo em novembro de 2017.

Essa nova fase da Operação Carne Fraca não apura crimes de corrupção, mas sim de fraudes que vão desde falsidade documental, estelionato, formação de quadrilha a crimes contra a saúde pública e é decorrente das primeiras investigações de corrupção que envolvem grandes frigoríficos nacionais.

As informações preliminares dizem que o foco da operação é a compra de laudos fraudados, comprados pela BRF de laboratórios credenciados pelo Ministério da Agricultura, teoricamente incumbidos de fiscalizar a qualidade dos produtos.


Publicidade

1/3
Roleta Russa 2.png
Precisa explicar?