• Carlos Guglielmeli

Morre em confronto com a polícia suspeito de participar do latrocínio que vitimou farmacêutico em 20


Após receber uma denúncia de que indivíduos estariam praticando assaltos em Valparaíso, utilizando um veículo Hyundai Azera cor preta, as equipes de segurança intensificaram o patrulhamento pela cidade.

Percorrendo o bairro Esplanada V, a equipe da ROTAM 9760 avistou um carro numa garagem que poderia ser o descrito na denúncia, sem uma visão clara para o interior da casa os policiais desembarcaram da viatura e conseguiram ver por baixo do portão o Azera preto, placa KXE 1614, para o qual constava restrição de roubo.

Em seguida os policiais notaram a presença de pessoas no imóvel e ao tentar entrar na casa os policiais avistaram dois suspeitos tentando fugir pulando o muro das casas vizinhas e subindo nos telhados.

Num determinado momento o jovem identificado como Gilcinei Salazar da Silva Júnior ficou para trás e encurralado, passou a atirar contra os policiais que, sem outra alternativa, revidaram atingindo o rapaz.

Na sequência os ROTAMs foram atrás do outro elemento, posteriormente identificado como Hugo Mateus Pereira da Silva, e o capturaram.

O criminoso baleado foi socorrido por uma equipe do SAMU e levado para a UPA do Marajó, onde acabou falecendo. Gilcinei tinha uma vasta ficha criminal, havia sido capturado em 28 de janeiro recente, mas já estava solto. Ele era um dos suspeitos do latrocínio que vitimou o farmacêutico conhecido como Júnior em 2016.

Hugo Mateus também foi identificado como dono de outra ficha criminal extensa e levado para o CIOPS do Céu Azul, onde ficou detido para as devidas providências.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png