• Carlos Guglielmeli / Imagens: Linice Moreira

Em Valparaíso, torcedores assistiram ao empate da seleção brasileira em uma megaestrutura montada pe


Em meio às comemorações pelo aniversário de 23 anos da cidade, a Prefeitura de Valparaíso montou uma grande estrutura, com palcos e telões, na praça central da Etapa A para que os torcedores possam os jogos da seleção brasileira numa atmosfera de estádio de futebol.

Prontos para festejar uma vitória no primeiro jogo rumo ao “hexa”, os valparaisenses tiveram que se contentar com um empate onde os erros de arbitragem foram decisivos.

Aos 19 minutos do primeiro tempo, Felipe Coutinho deixou sua marca, recebeu a bola na entrada da grande área, cortou para dentro, se livrando do marcador e marcou um golaço no canto direito do gol suíço. Depois disso o Brasil recuou muito e deixou o time adversário gostar do jogo.

O empate suíço veio num erro da arbitragem aos 5 minutos do segundo tempo, que mesmo tendo o chamado árbitro de vídeo e com as imagens passando nos telões do estádio, desconsiderou a falta que invalidaria o gol de Zuber.

Segundo Tite, “o lance foi muito claro, não é uma justificativa para o empate, mas foi muito claro”. O técnico brasileiro se referia ao empurrão de Zuber sobre Miranda, que o deixou cabecear sozinho e empatar o jogo.

A segunda polêmica foi um pênalti, também claro, sofrido pelo Gabriel Jesus no final do segundo tempo. Ele buscou a bola no meio-campo, fez ótima jogada e se posicionou dentro da área e Na sequência Renato Augusto deu-lhe uma ótima assistência, só que quando o camisa 9 virou em cima da marcação, foi agarrado e derrubado.

Mais uma vez o árbitro de vídeo foi solicitado, mas o juiz mandou seguir o jogo.

O Brasil volta a jogar na sexta-feira (22) e segundo a prefeitura municipal, os jogos vão continuar sendo transmitidos nessa megaestrutura instalada na praça central da etapa A no Valparaíso I.

(Clique na imagem para amplia-la)


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png