• Carlos Guglielmeli

2ª turma do STF manda soltar José Dirceu


Por 3 votos a 1, a Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta terça-feira (26), suspender a execução da pena do ex-ministro José Dirceu. Com a decisão, o ex-ministro de Lula e líder do PT (Partido dos Trabalhadores) deverá ser solto.

Condenado na Operação Lava Jato a 30 anos de prisão, Dirceu cumpre pena na Penitenciária da Papuda, em Brasília.

A decisão foi tomada na apreciação de um habeas corpus protocolado pela defesa do petista. Edson Fachin, relator dos processos da Lava Jato no STF, votou contra a concessão da liberdade e votaram pela soltura o relator do HC Dias Toffoli, e os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

O ministro Marco Aurélio de Melo, que é membro da 2ª turma do STF, conhecida como Jardim do Éden dos condenados pela Lava Jato, não estava presente na sessão.

Lewandowski e Gilmar Mendes acompanharam Toffoli no entendimento de que o cálculo da pena de Dirceu pode ser revisto, por isso ele deveria aguardar em liberdade o julgamento do recurso contra a condenação. Dessa forma os ministros se livraram da possível acusação de estarem desrespeitando o recente entendimento da Suprema Corte que autoriza a execução provisória de penas após o trânsito em 2ª instância.

José Dirceu foi preso no mês passado após ter a condenação confirmada pela segunda instância da Justiça Federal.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

1/3