• Carlos Guglielmeli / Imagem: reprodução

PF deflagra nova fase da Lava Jato que investiga desvios na saúde pública


Batizada com o nome de “Ressonância”, a Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (4) mais uma operação no âmbito da Lava Jato.

O alvo desta nova fase é desarticular organização criminosa acusada de formar cartéis na área de saúde. Segundo a PF, empresas fraudavam licitações destinadas ao fornecimento de equipamentos médicos e materiais hospitalares para a Secretaria Estadual de Saúde Do Rio de Janeiro e para o Instituto Nacional de Traumatologia (Into).

São investigadas 37 empresas suspeitas de crimes como formação de cartel, corrupção, fraude em licitações, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

A ação, cujas investigações se desenvolvem conjuntamente com o Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF), ocorre a partir de elementos colhidos na Operação Fratura Exposta, deflagrada pela força-tarefa da Lava Jato no Rio em abril do ano passado.

A operação contou com a participação de cerca de 180 agentes federais, que cumprem 13 mandados de prisão preventiva; nove mandados de prisão temporária e 43 mandados de busca e apreensão distribuídos entre Rio de Janeiro, São Paulo, Paraíba, Minas Gerais e Distrito Federal.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3