• Carlos Guglielmeli / Imagens: Reprodução

Numa corrida cheia de alternativas, Hamilton larga em 14º e vence na Alemanha


O piloto da Mercedes, Lewis Hamilton, largou na 14ª posição do grid e tinha pela frente uma corrida de recuperação, na qual um 5º, 4º ou um remoto 3º lugar seriam um sonho de consumo, mas seu arrojo, a falta de erros e, lógico, muita sorte, lhe deram a vitória na corrida de Hockenheim

O então líder da temporada, Sebatian Vettel da Ferrari, comandou boa parte da corrida e a poucas voltas do final, debaixo de chuva em parte da pista, perdeu o controle do carro, saiu da pista, bateu, abandonou o GP e perdeu a liderança do campeonato.

Valtteri Bottas, piloto da Mercedes ao lado de Lewis, terminou em segundo e garantiu a dobradinha da sua equipe, depois de atacar seu companheiro de equipe na relargada sem sucesso.

A Ferrari completou o pódio na terceira posição com Kimi Raikkonen, em um dia decepcionante para equipe italiana que, além de perder a liderança no Mundial por 17 pontos para Hamilton, também perdeu a liderança nos Construtores, com a Mercedes abrindo oito pontos de vantagem.

A corrida:

Após 10 voltas, das 67 do GP da Alemanha, Hamilton já era o sexto colocado e permaneceu na pista por 43 voltas com o mesmo jogo de pneus macios, quando fez sua parada para os ultramacios. Nesse momento a chuva, que vinha ameaçando desde o início da corrida, começava cair em partes isoladas do circuito de Hockenheim.

Pouco antes das paradas nos boxes, Daniel Ricciardo, que largou em último devido à uma penalidade pela troca de componentes do motor, sofria novamente com problemas em sua Red Bull e abandonava a corrida já na zona de pontuação.

Alguns pilotos, incluindo Max Verstappen, Charles Leclerc e Fernando Alonso, arriscaram e colocaram os pneus intermediários para chuva, assim que ela começou. Não deu certo, pois a pista não molhou o suficiente para que isso lhes desse alguma vantagem, pelo contrário, eles foram perdendo tempo e tiveram que voltar ao Pit para desfazer a troca.

Hamilton subia então para a 4ª, com Vettel, Bottas e Raikkonen nas primeiras posições, até o alemão da Ferrari, em sua própria casa, perder o controle do SF71H e acertar as barreiras de proteção trazendo o Safety Car para a pista. Com isso Raikkonen e Bottas vieram para os boxes e Hamilton assumiu a liderança para vencer 10 voltas depois.

A Fórmula 1 retorna no próximo final de semana com o Grande Prêmio de Hungaroring na Hungria que também terá um resumo final do Jornal Opção do Entorno.

Clique nas imagens para amplia-las

Classificação final do GP da Alemanha de F1:

1) Lewis Hamilton (Mercedes) 2) Valtteri Bottas (Mercedes) 3) Kimi Räikkönen (Ferrari) 4) Max Verstappen (Red Bull/TAG Heuer) 5) Nico Hülkenberg (Renault) 6) Romain Grosjean (Haas/Ferrari) 7) Sergio Pérez (Force India/Mercedes) 8) Esteban Ocon (Force India/Mercedes) 9) Marcus Ericsson (Sauber/Ferrari) 10) Brendon Hartley (Toro Rosso/Honda) 11) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari) 12) Carlos Sainz (Renault) 13) S.Vandoorne (McLaren/Renault) 14) Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda) 15) Charles Leclerc (Sauber/Ferrari) 16) Fernando Alonso (McLaren/Renault) Abandonou) Lance Stroll (Williams/Mercedes) Abandonou) Sebastian Vettel (Ferrari) Abandonou) Sergey Sirotkin (Williams/Mercedes) Abandonou) Daniel Ricciardo (Red Bull/TAG Heuer)


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3