• Carlos Guglielmeli / Imagens: Reprodução

Numa corrida cheia de alternativas, Hamilton larga em 14º e vence na Alemanha


O piloto da Mercedes, Lewis Hamilton, largou na 14ª posição do grid e tinha pela frente uma corrida de recuperação, na qual um 5º, 4º ou um remoto 3º lugar seriam um sonho de consumo, mas seu arrojo, a falta de erros e, lógico, muita sorte, lhe deram a vitória na corrida de Hockenheim

O então líder da temporada, Sebatian Vettel da Ferrari, comandou boa parte da corrida e a poucas voltas do final, debaixo de chuva em parte da pista, perdeu o controle do carro, saiu da pista, bateu, abandonou o GP e perdeu a liderança do campeonato.

Valtteri Bottas, piloto da Mercedes ao lado de Lewis, terminou em segundo e garantiu a dobradinha da sua equipe, depois de atacar seu companheiro de equipe na relargada sem sucesso.

A Ferrari completou o pódio na terceira posição com Kimi Raikkonen, em um dia decepcionante para equipe italiana que, além de perder a liderança no Mundial por 17 pontos para Hamilton, também perdeu a liderança nos Construtores, com a Mercedes abrindo oito pontos de vantagem.

A corrida:

Após 10 voltas, das 67 do GP da Alemanha, Hamilton já era o sexto colocado e permaneceu na pista por 43 voltas com o mesmo jogo de pneus macios, quando fez sua parada para os ultramacios. Nesse momento a chuva, que vinha ameaçando desde o início da corrida, começava cair em partes isoladas do circuito de Hockenheim.

Pouco antes das paradas nos boxes, Daniel Ricciardo, que largou em último devido à uma penalidade pela troca de componentes do motor, sofria novamente com problemas em sua Red Bull e abandonava a corrida já na zona de pontuação.

Alguns pilotos, incluindo Max Verstappen, Charles Leclerc e Fernando Alonso, arriscaram e colocaram os pneus intermediários para chuva, assim que ela começou. Não deu certo, pois a pista não molhou o suficiente para que isso lhes desse alguma vantagem, pelo contrário, eles foram perdendo tempo e tiveram que voltar ao Pit para desfazer a troca.

Hamilton subia então para a 4ª, com Vettel, Bottas e Raikkonen nas primeiras posições, até o alemão da Ferrari, em sua própria casa, perder o controle do SF71H e acertar as barreiras de proteção trazendo o Safety Car para a pista. Com isso Raikkonen e Bottas vieram para os boxes e Hamilton assumiu a liderança para vencer 10 voltas depois.

A Fórmula 1 retorna no próximo final de semana com o Grande Prêmio de Hungaroring na Hungria que também terá um resumo final do Jornal Opção do Entorno.

Clique nas imagens para amplia-las

Classificação final do GP da Alemanha de F1:

1) Lewis Hamilton (Mercedes) 2) Valtteri Bottas (Mercedes) 3) Kimi Räikkönen (Ferrari) 4) Max Verstappen (Red Bull/TAG Heuer) 5) Nico Hülkenberg (Renault) 6) Romain Grosjean (Haas/Ferrari) 7) Sergio Pérez (Force India/Mercedes) 8) Esteban Ocon (Force India/Mercedes) 9) Marcus Ericsson (Sauber/Ferrari) 10) Brendon Hartley (Toro Rosso/Honda) 11) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari) 12) Carlos Sainz (Renault) 13) S.Vandoorne (McLaren/Renault) 14) Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda) 15) Charles Leclerc (Sauber/Ferrari) 16) Fernando Alonso (McLaren/Renault) Abandonou) Lance Stroll (Williams/Mercedes) Abandonou) Sebastian Vettel (Ferrari) Abandonou) Sergey Sirotkin (Williams/Mercedes) Abandonou) Daniel Ricciardo (Red Bull/TAG Heuer)


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png