• Carlos Guglielmeli

Alunos das escolas públicas de Valparaíso e convidadas de Brasília dão Show durante a Caminhada para


A Caminhada para a Vida em Valparaíso foi realizada na última sexta-feira (14) com a organização das Secretarias Municipais de Educação, Saúde e Cultura, Juventude, Desporto e Lazer e protagonismo total dos alunos das escolas públicas da cidade e algumas convidadas de Brasília.

O evento foi o ponto culminante de todas atividades que vêm sendo realizadas no decorrer do Setembro Amarelo, mês mundial de combate ao suicídio.

No Brasil 32 pessoas se suicidam a cada dia, cerca de uma a cada 45 minutos, dentre as quais pouco mais de 70% têm entre 14 e 22 anos, a maioria cursando o ensino médio, talvez por isso a necessidade de envolver os estudantes da cidade no evento.

Bullying, pressão para se adequarem aos estereótipos do momento, problemas familiares e sociais são os principais fatores apontados pelos testemunhos de jovens com causa da depressão que os levou às drogas e ao desejo suicida.

Falar é a melhor solução – Esse foi o lema do ano adotado pela CVV (Centro de Valorização da Vida) que Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.

No CVV, voluntários atendem as pessoas com problemas pelo telefone 188, via Chat, e-mail e ou presencialmente. Carlos Correia, um desses voluntários, comenta que “Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato”. Segundo ele, “muitas vezes as pessoas precisam de acompanhamento médico e ou psicológico, mas o serviço do CVV atua em situações de crises como complemento a esse tratamento”.

Quem acompanhou as apresentações, os testemunhos e o concurso de cartazes pôde perceber que o problema é muito maior do que só as pessoas tirando suas vidas, como se isso pudesse ser classificado como “só”, pois quando têm êxito no suicídio, os indivíduos suscetíveis a esse problema se matam pela alma no mundo das drogas, da violência, da autoflagelação, entre outros.

Os jovens alunos de Valparaíso e os convidados de Brasília deram um verdadeiro espetáculo de disposição para ajudar amigos e conscientizar as pessoas. Tanto a administração pública (as secretarias de governo) quanto os professores e coordenadores das escolas souberam destacar nos estudantes o melhor possível para o tema.

Assista abaixo aos vídeos de algumas apresentações e veja as fotos do evento.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png