• Carlos Guglielmeli / Imagem: reprodução

Detenta do presídio de Luziânia morre após crise asmática


Detenta do presídio de Luziânia morre após crise asmática

Uma presidiária a de 59 anos morreu após sofrer uma crise de asma em uma das celas da Unidade Prisional de Luziânia, Entorno Goiano do Distrito Federal, conforme informações da DGAP (Diretoria-Geral de Administração Penitenciária).

Divina Raimunda Soares morreu na manhã da última segunda-feira (26). Segundo o órgão, agentes de plantão foram informadas por volta das 9 horas, que a presa estava passando mal dentro da cela.

A mulher foi socorrida e encaminhada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade. No caminho, a detenta teria perdido os sentidos após reclamar de falta de ar.

Durante o atendimento realizado na UPA, os plantonistas tentaram reanimar a presidiária, que não resistiu e morreu no local.

Divina estava presa a pouco mais que de trinta dias e cumpria pena por homicídio. O laudo do IML (Instituto Médico Legal) ainda não foi concluído para oficializar a causa do óbito.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3