• Carlos Guglielmeli / Imagem: reprodução

Detenta do presídio de Luziânia morre após crise asmática


Uma presidiária a de 59 anos morreu após sofrer uma crise de asma em uma das celas da Unidade Prisional de Luziânia, Entorno Goiano do Distrito Federal, conforme informações da DGAP (Diretoria-Geral de Administração Penitenciária).

Divina Raimunda Soares morreu na manhã da última segunda-feira (26). Segundo o órgão, agentes de plantão foram informadas por volta das 9 horas, que a presa estava passando mal dentro da cela.

A mulher foi socorrida e encaminhada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade. No caminho, a detenta teria perdido os sentidos após reclamar de falta de ar.

Durante o atendimento realizado na UPA, os plantonistas tentaram reanimar a presidiária, que não resistiu e morreu no local.

Divina estava presa a pouco mais que de trinta dias e cumpria pena por homicídio. O laudo do IML (Instituto Médico Legal) ainda não foi concluído para oficializar a causa do óbito.


Publicidade

1/3
Bolsonaro_oferece_cloroquina_à_uma_Ema_
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png