• Carlos Guglielmeli / Imagem: reprodução

Aposentadoria poderá ser mais que 100% da média de contribuição do trabalhador


Aposentadoria poderá ser mais que 100% da média de contribuição do trabalhador

A proposta definitiva de reforma da previdência foi entregue pessoalmente pelo presidente Jair Bolsonaro no congresso nacional.

Uma das mudanças é a possibilidade do trabalhador se aposentar com mais de 100% da média dos salários de contribuição, algo vedado atualmente.

Essa novidade começa a vigorar após o período de transição que é de 12 anos e será calculada conforme o tempo de contribuição a mais do que mínimo de 40 anos exigidos para o trabalhador se aposentar com 100% da média salarial.

A nova fórmula de cálculo do benefício substituirá o fator previdenciário, usado atualmente no cálculo das aposentadorias do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Pelas novas regras, o trabalhador com 20 anos de contribuição começará recebendo 60% da média das contribuições, com a proporção subindo dois pontos percentuais a cada ano até atingir 100% com 40 anos de contribuição.

Durante o período de transição de 12 anos, no entanto, o limite de 100% continuará valendo, tanto para o setor público como o privado. Segundo o secretário de Previdência da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, Leonardo Rolim, o novo cálculo é mais simples que o fator previdenciário.

#ReformadaPrevidência #JairBolsonaro #Bolsonaro #GovernoBolsonaro #SitedeNotíciasdoEntorno #SitedenotíciasdoValapraíso #NotíciasdoEntorno #NotíciasdoValparaíso #OpçãodoEntorno #JornalOpçãodoEntorno #Valparaíso #ValparaísodeGoiás

Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3