• Carlos Guglielmeli / Imagem: reprodução

Vila Nova e Juventude não saem do zero a zero pela Copa do Brasil


Vila Nova e Juventude não saem do zero a zero pela Copa do Brasil

Na noite desta quarta-feira (24), Juventude e Vila Nova entraram em campo para disputar a primeira partida da 4ª fase da Copa do Brasil no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Mesmo jogando fora e recebendo a pressão do Juventude, que criou as melhores chances no segundo tempo, o time goiano conseguiu resistir e trazer a decisão para Goiânia com igualdade de chances. Primeiro tempo: Nos primeiros 10 minutos de jogo, o Vila Nova não estava disposto a tomar aquela famosa pressão inicial por parte do time mandante. Com isso, os goianos partiram pra cima e até conseguiram finalizar com Capixaba, mas o chute do atacante acabou parando na defesa do goleiro Marcelo Carné. Após o lance de perigo, o jogo ganhou um ritmo mais intenso. Em duas boas chegadas, uma para cada lado, por muito pouco as equipes não conseguiram abrir a contagem sendo Lennon, por parte dos gaúchos, e Capixaba, por parte dos goianos. Aos poucos o Juventude foi conseguindo criar as melhores oportunidades e até os acréscimos o confronto ficou mais equilibrado com algumas raras chances para cada lado.

Segundo tempo: Sem mudanças no Vila e Juventude, os times iniciaram a etapa final no mesmo ritmo que terminaram o primeiro tempo. Os goleiros eram apenas espectadores. Passados os 10 minutos iniciais, o técnico do Juve, Marquinhos Santos, fez sua primeira troca no jogo, substituindo o meia Rafael Bastos pelo volante Moisés Gaúcho. Após a mudança, os gaúchos ganharam um pouco mais de ânimo no jogo. Em duas chegadas consecutivas, Paulo Sérgio chegou a cabecear, na primeira vez para a defesa do goleiro Rafael, e na outra a bola acabou parando na zaga goiana. Já o Vila Nova só conseguiu chegar ao seu campo de ataque com Helder após 20 minutos da etapa final, em uma finalização que acabou parando nas mãos do goleiro Carné. Com o andar do relógio, os técnicos passaram a observar o confronto de uma forma diferente. Por parte do comandante Eduardo Baptista, o zagueiro Brunão acabou entrando no lugar do meia Alan Mineiro. Já por parte de Marquinhos, a troca foi entre atacantes tirando Paulo Sérgio, que deu lugar a Braian Rodríguez. Feitas as trocas, os gaúchos passaram a pressionar de todo jeito o Tigrão. Em três tentativas, respectivamente de Rafael Bastos, Braian Rodríguez e Eltinho, o goleiro Rafael Santos apenas torceu para que a bola fosse para fora. Já nos acréscimos, o Vila até conseguiu oferecer perigo aos gaúchos com Juninho, e no último lance do Vila na partida, o atacante acabou chutando por cima do gol de Carné.

Os times voltam a se enfrentar no dia 07 de maio no Serra Dourada em Goiânia, onde o Vila Nova vai poder contar com a força de sua torcida.

#VilaNova0X0Juventude #VilaNovaemparacomoJuventudeemCaxias #VilanovaempatanaCopadoBrasil #NotíciasdeLuziânia #NotíciasdeCidadeOcidental #NotíciasdoValparaíso #SitedenotíciasdoValapraíso #NotíciasdeNovoGama #NotíciasdoEntorno #SitedeNotíciasdoEntorno #JornaldenotíciasdeValparaíso #OpçãodoEntorno #JornalOpçãodoEntorno #VilaNovanaCopadoBrasil

Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3