• Carlos Guglielmeli

Não deixe a hipertensão enganar você. Especialista alerta para as armadilhas da doença


A hipertensão é um dos principais fatores para o aparecimento de doenças cardiovasculares. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 51% das mortes por Acidente Vascular Cerebral (AVC) e 45% das mortes relacionadas a problemas cardíacos decorrem da hipertensão”, afirma o Dr. Marcus Bolivar Malachias, médico cardiologista, Ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia e professor da Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais.

Doenças cardiovasculares matam mais do que câncer, acidentes e violências. As pessoas costumam cuidar da segurança, do diagnóstico de câncer, seguem o tratamento, mesmo tendo diversos efeitos colaterais, mas não se preocupam em controlar a pressão. Essa consciência que precisamos criar na população”, complementa o Dr. Marcus Malachias.

A hipertensão arterial ou pressão alta é uma doença crônica caracterizada pelos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias. É Importante destacar que ser crônica significa que significa não ter cura definitiva. E essa é uma das questões que causam problemas para a adesão das pessoas ao tratamento.

Noventa por cento dos pacientes diagnosticados com hipertensão precisam fazer o acompanhamento com medicamentos. Não deem ouvidos para os mitos criados em torno do uso de medicamentos e eventuais efeitos colaterais, pois para esse tipo de tratamento são praticamente inexistentes”, comenta o Dr. Marcus Malachias.

Para as pessoas com hipertensão que precisam ser medicadas, mudanças de hábitos podem ajudar a diminuir a quantidade de remédios. Manter-se no peso ideal, praticar exercícios e diminuir o consumo do sal auxiliam de maneira positiva o tratamento”, lembra Dante Alario Junior, Presidente Técnico-Científico da Biolab Farmacêutica.

Outro fator importante que mascara a percepção sobre a gravidade da hipertensão deve-se ao fato de ela ser assintomática. Ou seja, não exibe sintomas. Os pacientes só tomam consciência de que a pressão está alta após a medição, motivo pelo qual é preciso fazer o controle preventivo regularmente, principalmente os pacientes hipertensos.

Tomando ou não o remédio, a pessoa sente-se praticamente da mesma maneira. Por isso, alguns optam por parar o tratamento. Isso é um grande equívoco. Sem controle, quando a doença der o alerta, o quadro de saúde provavelmente já estará associado a patologias mais sérias, como possibilidade de infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral.

Segundo o Dr. Malachias, no Brasil apenas 20% dos pacientes seguem as indicações médicas. Isso ocorre por uma série de motivos. Mas, de maneira geral, o grande vilão é a falta de consciência das pessoas. A criação de um dia dedicado a alertar a população contra a hipertensão é uma iniciativa da comunidade médica para despertar ou reforçar nas pessoas a importância do controle da pressão arterial.

Todos devemos medir a pressão arterial regularmente. Caso ocorra alguma alteração, procurar imediatamente auxílio médico. Precisamos disseminar a cultura do cuidado com a saúde. O indivíduo que não se trata reduz sua expectativa de vida entre 5 e 16 anos”, finaliza o Dr. Marcus Malachias.

Fonte: Texto Comunicação Corporativa

#PressãoAltaMata #HipertensãoArterialMata #DrMarcusMalachias #DanteAlarioJunior #AlôValparaíso #NotíciasdoVal #NotíciasdeLuziânia #NotíciasdeCidadeOcidental #NotíciasdoValparaíso #PopulaçãoAtiva #Valparaíso #ValparaísodeGoiás #ValparaísobemInformado #EntornodeBrasília #Entorno #ReageEntorno #EntornoGoianodoDistritoFederal #EntornodoDF #EntornoSul #EntornodoDistritoFederal #OpçãodoEntorno #JornalOpçãodoEntorno #JornaldeLuziânia #JornaldeNovoGama #JornaldenotíciasdeValparaíso #JornaldeValparaíso #JornaldeCidadeOcidental #CidadeOcidental #PonteentreValparaísoeNovoGama

Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3