• Carlos Guglielmeli

PIB cresce 0,4% no segundo trimestre e Brasil respira um pouco de otimismo


PIB cresce 0,4% no segundo trimestre e Brasil respira um pouco de otimismo

O PIB (Produto Interno Bruto), valor de todos os produtos e serviços produzidos no Brasil, registrou neste segundo trimestre de 2019 um crescimento de 0,4% em relação aos três primeiros meses do ano, superando os 0,2% esperado por analistas. Já comparado com o mesmo período em 2018 o crescimento foi de 1%.

Estes dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) não são vistosos, mas surpreende positivamente e mantêm o Brasil tecnicamente fora do estado de recessão.

O PIB da indústria subiu 0,7% no trimestre encerrado em junho em relação aos três meses anteriores e 0,3% na comparação com o mesmo período de 2018. Nos serviços, o aumento foi de 0,3% ante o primeiro trimestre e de 1,2% em relação ao segundo trimestre do ano passado. A agropecuária registrou queda de 0,4% no segundo trimestre de 2019 comparado ao primeiro e alta de 0,4% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A lentidão na recuperação da economia, após a saída da recessão no primeiro trimestre de 2017, é provocada principalmente pela taxa de desemprego que inibe o consumo e provoca perda na produtividade, porém uma perspectiva positiva justamente por conta da recuperação de dois setores que mais empregam, a indústria e a construção civil que cresceu 2% no mesmo período.

Neste primeiro semestre os grandes dificultadores para o Brasil foram a crise na Argentina, que atingiu as exportações da indústria de transformação, especial a automobilística, a paralisação da mineração, que retraiu 12% e as incertezas políticas que travam o investimento.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3