• Carlos Guglielmeli

Escândalo - Em áudio vazado nas redes sociais, Kajuru revela possível prática de caixa 2 na campanha


Após ser cobrado por ainda estar inaugurando obras do governo passado, ter sua capacidade de gestar o estado mal comparada ao seu rival Marconi Perillo (PSDB), que em 1999 assumiu o governo estadual com uma dívida proporcional 10 vezes maior que a atual, e ao invés de atrasar pagamentos, quitou três folhas pendentes que herdou, o atual governador Ronaldo Caiado (DEM) enfrenta uma acusação que extrapola as dúvidas sobre sua administração, a questão agora é de corrupção.

Em um áudio vazado nas redes sociais, o senador Jorge Kajuru fala com aliados, aparentemente sobre uma publicação que ele pretendia fazer, onde a ideia era manter o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e excluir o governador Caiado que o teria desprestigiado durante as eleições.

Kajuru afirma no áudio que o governador Ronaldo Caiado deu preferência ao então candidato a senador Wilder Moraes (DEM), que por sua vez teria injetado R$ 37 milhões em sua campanha.

O valor mencionado pelo Senador Kajuru é 10 vezes superior ao patrimônio declarado pelo governador Ronaldo Caiado à justiça eleitoral em agosto de 2018, vésperas das eleições e segundo o portal Goiás24Horas, essa quantia não teria sido declarada pela coligação de Ronaldo Caiado em sua prestação de contas de campanha, o que deve ser apurado pelo Ministério público.

Se for confirmado o recebimento dessa quantia, sem que tenha sido declarada na prestação de contas eleitoral, Caiado pode ser enquadrado no crime de prática de Caixa 2, cujo a penalidade pode chegar à cassação do seu mandato.

Até o fechamento desta publicação o governador Ronaldo Caiado não havia se manifestado em nota ou por suas redes sociais sobre as acusações feitas pelo senador Jorge Kajuru.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png