• Carlos Guglielmeli

Bolsonaro sanciona Lei de Abuso de Autoridade com 36 vetos


Bolsonaro sanciona Lei de Abuso de Autoridade com 36 vetos

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quinta-feira (5) a Lei de Abuso de Autoridade com 36 vetos em 19 artigos dos 45 totais.

A aprovação na Câmara dos Deputados do projeto que endurece punição a juízes, procuradores e policiais, ocorrida no dia 15 de agosto, é vista como uma reação do mundo político contra a Operação Lava Jato e provocou reação de parlamentares, entidades de classe e até do ministro Sergio Moro, que pressionaram Bolsonaro a vetar trechos do texto.

Dentre os vetos, estão a restrição do uso de algemas, prisões em desconformidade com a lei, de constrangimento a presos e o que pune criminalmente quem desrespeitar prerrogativas de advogados.

Também há vetos de dispositivos sobre perda do cargo como punição, obtenção de prova de forma ilegal, indução a pessoa para praticar infração penal com o fim de capturá-la, iniciar investigação sem justa causa e negar ao interessado acesso aos autos de investigação.

Agora os vetos votam para o congressos para serem mantidos ou rejeitados pelos senadores e deputados federais.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3