• Carlos Guglielmeli

Lêda Borges dá exemplo de austeridade como a deputada de Goiás que menos gasta Verba Indenizatória.


A deputada estadual Lêda Borges (PSBD) é a campeã entre os parlamentares que menos gastaram verba indenizatória na média dos meses indenizados neste primeiro semestre 2019.

Para que se tenha uma ideia da economia feita pela valparaisense, mesmo sendo uma das personalidades políticas mais ressonantes em todo o estado de Goiás, de janeiro à julho Lêda Borges gastou R$ 103 mil dos R$ 184 mil disponíveis para o período, ou seja, 56,15% do que tinha direito.

Além da peessedebista, somente três outros deputados ficaram abaixo de 60% no uso deste recurso.

Da região do Entorno Sul, os outros deputados estão em situação inversa, por exemplo, Diego Sorgatto (PSDB), que tem uma atuação parlamentar bem mais discreta, é o 35º colocado entre os 41 deputados neste quesito. O luzianense gastou R$ 183 mil ou 99,58% do que tinha disponível para o mesmo período.

Veja o Ranking dos deputados de Goiás que, pela média mensal, menos gastaram Verbas Indenizatórias entre janeiro e junho de 2019:

* Há deputados com valores totais de gastos menores, mas com a média maior, por consequência numa classificação pior, isso é porque eles têm menos meses de atuação e o Ranking foi feito pela média dos meses, ou seja, dividindo o valor total gasto por cada parlamentar, pelo número de meses de repasse das verbas indenizatórias.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png