• Carlos Guglielmeli

"Não adianta esconder incompetência com acusações", dispara Lêda Borges contra ex secretár


A deputada Lêda Borges disparou na última quarta-feira (2) contra o então titular da Secretaria de Desenvolvimento Social de Goiás, Marcos Ferreira Cabral, coincidentemente ou não, nesta sexta-feira (04), o secretário do governo Caiado foi transferido para a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), dando seu lugar para a ex-senadora Lúcia Vânia.

O discurso feito pela valparaisense na tribuna da Alego (Assembleia Legislativa de Goiás) foi uma resposta à acusações desferidas por Marcos Cabral em entrevista ao jornal O Hoje. Marcos afirmou que “o chamamento em curso legaliza o acesso aos programas Água e Energia e Pão e Leite, bem como resolve irregularidades praticadas nos últimos 20 anos”, uma delas a suposta escolha das entidades que operacionalizam os programas a partir de alinhamentos políticos.

Não adianta esconder a inoperância, a falta de pagamento das entidades desde abril deste ano, com acusações graves e levianas” disse Lêda Borges que completou ironizando, “vocês vão continuar pagando? Quando tem ilegalidade o pagamento é suspenso!”.

Da tribuna, a deputada valparaisense apresentou pareceres assinados por 11 conselheiros que atestam a regularidade das suas contas à frente dos projetos, entre 2014 e 2017, ano a ano.

Segundo a peessedebista, quem está cometendo irregularidades é o atual governo, pois desrespeita as duas leis estaduais que criaram os programas e decretos que normatizam inclusive os critérios para estabelecimento das parcerias.

Além disso, Lêda Borges apontou ilegalidade no fato da secretaria não estar pagando as entidades desde abril, pois o recurso que vem do Fundo Protege e está disponível.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3