• Carlos Guglielmeli

Em mais uma vitória na justiça, Elvis Santos volta a exercer seu mandato de vereador


O vereador Elvis Santos (SD) obteve mais uma vitória na longa batalha jurídica da qual foi alvo de decisões "peculiares".

Na última quinta-feira (10), os desembargadores da 4ª câmara civil do TJ-GO acataram por unanimidade o Embargo de Declaração impetrado pela defesa do vereador que pedia correção na redação do acórdão decidido em 08 de agosto recente.

Naquela data, Elvis Santos já havia obtido o direito de retomar seu mandato, mas por um “erro na redação” do resultado daquela audiência, elaborado pela chefia da secretaria da 4ª Câmara, acabou liberado-o apenas para transitar na câmara. Um prejuízo de dois meses para a representatividade popular no parlamento municipal.

Além da peculiaridade desse erro na redação, outras estranhezas no andamento desse processo puderam ser vistas, um deles o prazo de 200 dias para decidir sobre o afastamento que deveria durar no máximo 180 dias, conforme é recorrente em casos semelhantes.

A aquisição da sede própria da Câmara vai ficar marcada positivamente na história da cidade, pois dos R$ 13 milhões que eu gestei como presidente da Câmara, deixei cerca de R$ 6 milhões em patrimônio, quase 50%”, disse Elvis Santos que completou em tom de desafio, “procurem em outras gestões algo parecido”.

Com a decisão, o parlamentar deve reassumir suas funções legislativas na segunda-feira (14), o que pode embaralhar o jogo político entre posição e oposição, além de fortalecer a reeleição do vereador Zé Antônio (MDB) como presidente da casa.


Publicidade

1/3
Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Precisa explicar?