• Carlos Guglielmeli

Deu tudo errado para a Ferrari e tudo certo para a Mercedes no GP do Japão de F1


Foto: autoportal.com

O domingo de GP em Suzuka no Japão começou com alegria na Ferrari após a conquista da primeira fila inteira no Grid de Largada, onde Sebastian Vettel ficou na frente. Mas quem terminou sorrindo foi a Mercedes com a bandeira quadriculada sendo agitada para Valtteri Bottas na primeira posição Lewis Hamilton na terceira.

A classificação aconteceu no próprio domingo, pouco antes da corrida, por que o Japão foi atingido por um tufão no sábado.

Vettel movimentou o carro antes da autorização da largada, e na hora que as luzes se apagaram, ele ainda estava segurando sua Ferrari, com isso Bottas e Hamilton se aproveitaram, mas deu melhor para o finlandês, que completou a ultrapassagem enquanto o Inglês teve que recuar para não bater.

Charles Leclerc ficou preso atrás da disputa das Mercedes com seu companheiro e na primeira curva bateu em Max Verstappen, rendendo-lhe uma parada no pit na terceira volta, que o jogou para a última posição do Grid.

Depois de fazer uma terceira parada nas últimas voltas e colocar os pneus macios, Leclerc terminou a corrida na 6ͣ posição, à frente de Daniel Ricciardo, mas foi punido com 15 segundos acrescidos ao seu tempo total, fazendo-o trocar de posição com o australiano da Renault.

O jovem holandês da Red Bull voltou para a pista após a batida com o carro desequilibrado, trocou os pneus, mas teve que abandonar poucas voltas depois.

Alexander Albon, da Red Bull, fez uma boa corrida e garantiu o melhor resultado de sua carreira terminando na quarta posição depois de largar em sexto. O tailandês se envolveu em um incidente com Lando Norris no começo da corrida, obrigando o piloto da McLaren a ir para os boxes.

Albon não foi penalizado pelo incidente e terminou à frente da McLaren de Carlos Sainz, que terminou pela terceira vez na quinta posição nesta temporada. Norris terminou fora da zona de pontuação em 12º.

Na última volta, Pierre Gasly e Sergio Perez se encontraram na Curva 1, que levou o piloto mexicano às barreiras de proteção enquanto disputavam a oitava posição. Gasly escapou sem danos e completou a corrida à frente de Nico Hulkenberg e Lance Stroll, que completaram a zona de pontuação.

Com o duplo pódio no Japão, a Mercedes conquista o título dos construtores com quatro etapas de antecedência, o seu sexto título consecutivo, dominando a era V6 turbo-híbrida desde 2014.

A Fórmula 1 retorna em duas semanas com o Grande Prêmio do México, 18ª etapa da temporada 2019 da F1.

Confira o resultado final do Grande Prêmio do Japão de F1:

1) Valtteri Bottas (Mercedes) 2) Sebastian Vettel (Ferrari) 3) Lewis Hamilton (Mercedes) 4) Alexander Albon (Red Bull/Honda) 5) Carlos Sainz Jr. (McLaren/Renault) 6) Charles Leclerc (Ferrari) 7) Daniel Ricciardo (Renault) 8) Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda) 9) Sergio Pérez (Racing Point/Mercedes) 10) Nico Hülkenberg (Renault) 11) Lance Stroll (Racing Point/Mercedes) 12) Daniil Kvyat (Toro Rosso/Honda) 13) Lando Norris (McLaren/Renault) 14) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari) 15) Romain Grosjean (Haas/Ferrari) 16) A.Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari) 17) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari) 18) George Russell (Williams/Mercedes) 19) Robert Kubica (Williams/Mercedes) Abandonou) Max Verstappen (Red Bull/Honda)


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3