• Carlos Guglielmeli

Lêda Borges pede suspensão de projeto que prevê venda de 49% das ações da Saneago


A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) pediu a a suspensão do projeto de lei que prevê venda de 49% das ações da Saneago em processo de Oferta Pública Inicial (IPO).

O pleito de suspensão da matéria por 30 dias foi feito durante o expediente parlamentar na Alego (Assembleia Legislativa de Goiás) nesta terça-feira (15).

Diferente da CELG, a Saneago é superavitária, dá lucro, sua venda parcial colocaria dinheiro no caixa do governo imediatamente, mas o faria dividir rentabilidade da companhia a partir da comercialização dessas ações em diante.

Lêda Borges pretende que haja a realização de uma Consulta Pública com duração de um mês, para que a sociedade possa opinar sobre o assunto, principalmente no que tange o limite de venda das ações e a que tipo de ações poderão ser ofertadas no mercado, se primárias, secundárias ou as duas.

Além disso, a parlamentar busca aprofundar o entendimento sobre os impactos financeiros, sociais e de investimentos provocados pela eventual abertura de capital da estatal.

O requerimento enviado pela parlamentar ao governador Ronaldo Caiado foi aprovado na Alego. Agora, cabe ao chefe do Executivo atender ou não ao pedido de Lêda Borges.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png