• Carlos Guglielmeli

Bolsonaro entrega no Senado proposta de reforma do Pacto Federativo que pode levar mais R$ 500 bilhõ


Foto: Roque Sá / Agência Senado

Acompanhado do ministro da economia, Paulo Guedes, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) entregou na manhã desta terça-feira (5) uma das reformas mais esperadas para melhorar os investimentos públicos prioritariamente em saúde, educação, segurança, saneamento e infraestrutura, a do Pacto Federativo.

O Pacto Federativo é o conjunto de regras estabelecidas na Constituição Federal de 1988 que determina a distribuição das receitas e obrigações entre União, Estados e Municípios. Por isso sua reforma é feita por meio de uma PEC (Projeto de Emenda Constitucional)

A muito os governadores e prefeitos reclamam da concentração dos recursos e do poder de decisão de onde e como investir os recursos públicos no Governo Federal, o que segundo vários de seus depoimentos, prejudica e as vezes até inviabiliza as respostas que a sociedade espera para solucionar demandas locais.

Eles, lá embaixo, nos estados e municípios, decidirão o que fazer melhor do que muitos de nós, porque eles vivem os problemas do dia a dia na sua base” disse o presidente Bolsonaro no ato de entrega da PEC do Pacto Federativo ao presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre.

Segundo o ministro Paulo Guedes, as mudanças propostas devem transferir da união para os estados e municípios algo em torno de R$ 500 bilhões em 10 anos, o que não significa que esses entes federativos ficarão mais ricos, pois com o dinheiro vão também as obrigações, porém a agilidade em sua aplicação pretende melhorar os serviços públicos.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3