• Carlos Guglielmeli

Megaleilão do pré-sal tem resultado ruim, desmente disposição estrangeira para investir no Brasil e


Megaleilão do pré-sal tem resultado ruim, desmente disposição estrangeira para investir no Brasil e frustra prefeitos como Pábio Mossoró

Se alcançasse os R$ 106 bilhões divulgados e esperados pelo Governo Federal, Valparaíso de Goiás receberia cerca R$ 8 milhões referenda ao megaleilão da chamada cessão onerosa, realizada nesta quarta-feira (06), porém o resultado do pregão ficou em apenas 66% das estimativas.

O apetite do investidor estrangeiro pelo mercado brasileiro parece não estar no nível que o presidente Jair Bolsonaro vem festejando, com dois blocos a venda encalhados e nada de ágio sobre as reservas comercializadas, a quantia arrecadada no megaleilão do pré-sal ficou em R$ 69,96 bilhões.

Do valor obtido, uma parcela fixa de R$ 34,6 bilhões ficará com a Petrobras, como parte da revisão do contrato de exploração da área. Já o valor restante vai ser dividido da seguinte forma:

  • R$ 5,3 bilhões para os estados, menos o Rio de Janeiro;

  • R$ 5,3 bilhões para os municípios;

  • R$ 2,2 bilhões para o Rio de Janeiro;

  • R$ 23 bilhões para o Governo Federal;

O estado de Goiás que esperava receber até dezembro R$ 277,03 milhões, vai ter que ficar feliz com R$ 185,5 milhões, já o prefeito Pábio Mossoró de Valparaíso, que esperava os R$ 8 milhões mencionados, vai ter que se contentar com R$ 5,36 milhões.

Na noite anterior a euforia era tanta, que dos corredores do Planalto vieram rumores de que a expectativa era mesmo um ágio em torno de 10 a 15%, pois esse leilão era comparado à venda que petroleiras de médio porte, pois as reservas de petróleo já eram conhecidas e estavam prontas para serem exploradas. Foi muito atípico, segundo analistas.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

1/3