• Carlos Guglielmeli

Sem mencionar o ex-presidente Lula, Bolsonaro pede a seus seguidores: "Não dê munição ao canalh


Sem mencionar o ex-presidente Lula, Bolsonaro pede a seus seguidores: “Não dê munição ao canalha”

Foto do "O Globo"

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) reagiu pela primeira vez a respeito da soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula d Silva neste sábado (09).

Lula estava preso no âmbito da Operação Lava Jato e foi solto na sexta-feira (08), após decisão do STF que revogou o entendimento que permitia a prisão após condenação em 2ª instância.

Em sua conta no Twitter o peesselista chama seus seguidores de “amantes da liberdade e do bem” para lhes instruir a “não dar munição ao canalha que momentaneamente está livre”.

Sem mencionar o ex-presidente Lula, Bolsonaro pede a seus seguidores: “Não dê munição ao canalha”

Nesta primeira publicação Bolsonaro ainda fala em superioridade numérica de seus seguidores e da necessidade de não errarem na estratégia, provavelmente política.

Segundos depois, o presidente fez outra publicação anunciando a recuperação do Brasil e repetindo a instrução para que seus seguidores não errem para não dar munição ao que chamou de “canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”.

Sem mencionar o ex-presidente Lula, Bolsonaro pede a seus seguidores: “Não dê munição ao canalha”

Nos dois tuítes, Bolsonaro não cita nome e evita qualquer menção direta aos adversários políticos que ganharam liberdade após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de derrubar a prisão após a condenação em segunda instância.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

1/3