• Carlos Guglielmeli

Ataques de Bolsonaro ao JN fazem a audiência do telejornal disparar


No final das comemorações pelos seus 50 anos, o Jornal Nacional, principal telejornal da TV Globo, tem um crescimento exponencial na sua audiência, impulsionado pelas críticas do presidente Jair Bolsonaro.

Indignado com a matéria exibida a respeito de um depoimento que cita do seu nome na investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, o presidente Jair Bolsonaro adotou uma linha de ataque ao telejornal que gerou um efeito contrário ao pretendido.

Durante entrevistas e em transmissões feitas em suas redes sociais, tanto o Bolsonaro pai quando os filhos sugeriram um boicote ao programa, o presidente falou em ação judicial para pedir direito de resposta e até fez insinuações sobre o suposto salário de R$ 800 mil atribuído a Willian Bonner como pessoa jurídica para sonegar impostos.

Apoiadores do presidente Bolsonaro invadiram as redes sociais com publicações contra a emissora da família Marinho e convocando um boicote nacional contra a programação da Rede Globo, mas não deu certo.

O fato é que a partir daí o Jornal Nacional passou de uma média semanal de 28 pontos no Ibope para 32 pontos, um crescimento de quase 15% ou cerca de 600 mil espectadores a mais, só na grande São Paulo, todos os dias.

Ao que tudo indica, esse duelo entre Bolsonaro e a mídia, mais especificamente a TV Globo, se tornou uma espécie de publicidade espontânea favorável à emissora.


Publicidade

1/2
Mortos X Curados.png
Precisa explicar?
Curta nossa Fampage.png