• Carlos Guglielmeli

Dólar fecha com novo recorde na cotação e ministro Paulo Guedes diz que é bom o país ir se acostuman


Dólar fecha com novo recorde na cotação e ministro Paulo Guedes diz que é bom o país ir se acostumando

O dólar comercia fechou em alta de 0,52% nesta segunda-feira (25), cotado a R$ 4,2145, maior valor nominal (sem contar a inflação), desde a estabilização da economia brasileira com a criação do Plano Real.

Dois fatores são apontados como responsáveis por essa desvalorização da moeda brasileira frente a americana, um deles é externa, a guerra comercial ente EUA e China, e a segunda é caseira, apesar do câmbio mais desvalorizado nas últimas semanas, as perspectivas para a conta corrente brasileira nos próximos meses pioraram.

Após a divulgação do déficit nas transações correntes de US$ 7,874 bilhões em outubro, o segundo pior resultado da série histórica para o mês, economistas já apontam possibilidade de uma degradação mais intensa da balança comercial e uma possível piora na relação entre Investimento Direto no País (IDP) e déficit em conta corrente, com alguns analistas apontando, inclusive, a possibilidade de inversão, ou seja, de que o fluxo de IDP não consiga financiar mais o rombo em transações correntes.

De Washington o ministro da economia, Paulo Guedes, afirmou não estar com o novo recorde na cotação do Dólar perante o Real, e acrescentou que que é bom os brasileiros se acostumarem com o elevado patamar da moeda americana.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3