• Carlos Guglielmeli

Prefeitura de Valparaíso entrega 186 novas moradias populares em parceria com os governos estadual e


O prefeito de Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró, entregou ao lado do presidente da Agehab (Agência Goiana de Habitação), Eurípedes José do Carmo, mais 186 das 1.008 habitações destinadas aos mutuários valparaisenses, cadastrados em 2017 no programa Goiás na Frente Habitação.

Inicialmente eram previstas 504 moradias para Valparaíso pelo programa, porém a interlocução feita pela deputada estadual Lêda Borges junto ao então governador Marconi Perillo dobrou esse número.

Com as 90 habitações do Condomínio Praia dos Amores V, localizado no bairro Jardim Céu Azul e as 96 do Condomínio Buritis III, localizado no Ipiranga, entregues nesta terça-feira (10), Valparaíso atinge 282 moradias populares concebidas neste ano de 2019, segundo o presidente da Agehab, “com a continuidade do programa, determinada pelo governo Caiado”, continuidade essa, que foi destacada pelo prefeito valparaisense.

O governo federal acertou em cheio em manter o programa habitacional, o Governo Estadual em manter o cheque moradia e a prefeitura entrou com o cadastro (...) e nossa obrigação agora é garantir o bem estar (de vocês), com segurança, educação e um hospital (saúde)”, disse Pábio Mossoró.

Os novos proprietários passaram por um criterioso processo de avaliação cadastral para obter o financiamento da Caixa Econômica e subsídio do governo estadual, que lhes garantiu parcelas entre R$ 400,00 e R$ 628,00, determinadas pela faixa salarial do comprador.

Além do prefeito e do presidente da Agehab que representou o governador Ronaldo Caiado, estiveram presentes autoridades como o presidente da Câmara Municipal Zé Antônio, as vereadoras Elenir e Maria Neide, a vice-prefeita Dra. Zeli, o prefeito de Luziânia Cristóvão Tormin, a prefeita de Novo Gama Sônia Chaves, o secretário do entorno do Distrito Federal. Paulo Roriz, gerentes da Caixa Econômica, secretários do governo municipal, entre outros.


Publicidade
Matéria_do_Brasil_dividido_em_3.png
Precisa explicar?