• Carlos Guglielmeli

Lutador americano que chamou o Brasil de chiqueiro sai do UFC 245 quebrado e humilhado


Foto: mashviral.com

Marcado por declarações polemicas, o lutador do UFC, Colby Covington, foi nocauteado pelo nigeriano Kamaru Urman na madrugada deste domingo (15) em Las Vegas.

Em 2017, quando esteve em São Paulo e derrotou o brasileiro Demian Maia, Colby respondeu às vaias da torcida com a seguinte declaração: “Brasil você é um chiqueiro. Todos vocês são imundos”.

Durante entrevista concedida antes da luta, sentado ao lado do adversário, o americano fez uma comparação racista entre a sua família e a no nigeriano imigrante, “a minha família já serviu na Guerra da Corea, na Guerra do Vietnã, minha família derramou sangue por essa bandeira. O que a família dele fez pela América além de servir na penitenciária federal?", ironizou Covington.

Na mesma entrevista, Usman, que se mudou da Nigéria para os Estados unidos com 8 anos, dizia estar ansioso para enfrentar Colby Couvington.

Essa luta é mais do que um cara falando merda. Essa luta significa muito pra mim. Quanto eu tiver a chance de por minhas mãos nesse cara, saiba que é ira de todo imigrante nesse país que eu vou colocar nele” profetizou o nigeriano.

Dito e feito, enquanto Urman era anunciado campeão dos meio-médio (até 77Kg), Colby saia do octógono, correndo para o vestiário com a mandíbula quebrada.

Após o nocautear o “fanfarrão”, Kamaru Urman dedicou a manutenção de seu cinturão ao Brasil e ao mundo todo, causando grande comoção nos internautas brasileiros, que por sua vez agradeceram o ato.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3