• Carlos Guglielmeli

MP faz buscas em endereços ligados à Ex-mulher do presidente Bolsonaro, Fabrício Queiroz e outros as


Foto: G1

A ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro, Fabrício Queiroz e outros assessores de seu filho, o senador Flávio Bolsonaro, foram alvos na manhã de quarta-feira (18), de uma operação do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro.

Segundo informações de O Globo, as operações foram feitas em endereços na capital carioca e em Resende, sul do estado.

A operação faz parte do conjunto de ações da investigação que apura suposto esquema de lavagem de dinheiros e peculato, crimes que teriam sido cometidos no gabinete de Flávio Bolsonaro quando ele era deputado estadual.

Flávio passou a ser suspeito a partir de um Relatório de inteligência Financeira (RIF) do antigo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), onde o órgão apontou que Fabrício de Queiroz, então assessor do deputado, recebia depósitos regulares de colegas do gabinete em datas posteriores e próximas ao pagamento dos servidores da Alerj.

Segundo os procuradores, esse era um indício de prática da chama “rachadinha”, esquema no qual servidores nomeados nos gabinetes devolvem parte ou até a integralidade de seus salários para o parlamentar.

O MP apontou também a suposta ação criminosa do agora senador, Flávio Bolsonaro, em transações imobiliárias que teriam a finalidade de “esquentar” o dinheiro suspeito.

Queiroz, que seria o “operador” do esquema, a serviço de Flávio Bolsonaro, movimentou estranhamente R$ 1,2 milhões em um ano.

À época, Flávio disse que todos os seus mandatos na Alerj foram pautados pela legalidade e pela defesa dos interesses da população.


Publicidade
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom

press to zoom

press to zoom
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan
Institucional do Novo Gama Mar2021 Retan

press to zoom
1/3